Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jovem esquiador brasileiro conquista inéditas medalhas de bronze na Europa

Nathan Alborghetti, esquiador brasileiro, ganhou duas medalhas de bronze no Troféu Borrufa, em Andorra. O feito do atleta brasileiro de Ski Alpino é inédito. A competição é considerada um dos mais importantes eventos do mundo na categoria infanto-juvenil, reunindo atletas de 12 a 13 anos de idade, na categoria CHI1, e de 13 a 14 anos, na CHI2.

Alborghetti, nascido em Salvador (BA) mas residente em Roma (Ita), ficou com a terceira colocação na disputa do Super G, ficando atrás somente de Mario da Cruz, de Andorra, e do francês Adrien Fresquet, primero e segundo colocados, respectivamente.

No Super Combinado, o brasileiro ficou novamente com o bronze, atrás de Fresquet, primeiro colocado, e do português Andrea Bugnone.

‘No passado, os atletas chilenos e argentinos chegavam 20, 30 posições à frente dos brasileiros nas competições. Devido a nossa evolução na categoria de base, estamos chegando à frente deles em várias provas’, afirma Stefano Arnhold, presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN).

Nathan já participou de outros campeonatos no continente europeu e ainda acredita que pode melhorar seus resultados. ‘Ganhei essas medalhas de bronze com pouca diferença de tempo do vencedor, então posso arriscar mais das próximas vezes e até conseguir a prata ou o ouro’, concluiu o esquiador.

Esmeralda Alborghetti, de 13 anos e Francisco Nobre, de 14, também representaram o país no Troféu Borrufa nas provas de Slalom Gigante, Super G e Super Combinado.