Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Jogadores defendem Deola das críticas no Palmeiras

Por Da Redação 25 abr 2012, 09h18

Por Daniel Batista

São Paulo – O goleiro Deola talvez seja o jogador mais pressionado do elenco palmeirense no momento. Acusado por alguns críticos e torcedores de ter falhado em todos os gols sofridos na derrota para o Guarani, por 3 a 2, no último domingo, nas quartas de final do Campeonato Paulista, o atleta virou alvo de reclamações, que voltaram a todo vapor. E ele será o jogador mais visado na partida contra o Paraná, nesta quarta-feira, às 21h50, em Curitiba, pela Copa do Brasil.

Conselheiros e boa parte dos torcedores pedem sua saída do time titular, mas o técnico Luiz Felipe Scolari e seus companheiros prestam solidariedade e demonstram apoio ao goleiro. Logo após o jogo contra o Guarani, o treinador garantiu que Deola seguiria entre os titulares. Os jogadores admitem que ele falhou diante do time de Campinas, mas negam que tenha sido o culpado pela eliminação no torneio estadual.

“Para bater no Deola tem que bater em mim antes. Ele faz parte da minha família e do meu trabalho. Infelizmente aconteceu uma fatalidade, mas quem nunca errou um dia?”, questionou o zagueiro Maurício Ramos.

Para apoiar o companheiro, o jogador lembra dos momentos em que Deola realizou grandes defesas. “Quantas vezes ele nos salvou? Agora é levantar a cabeça, porque no futebol tem um palmo (de distância) do céu ao inferno”, completou.

Contra o Paraná, nesta quarta-feira, a tendência é que Deola permaneça como titular. Mas, por via das dúvidas, Bruno tem treinado forte para substituí-lo e aparece como primeira opção para substituir o goleiro.

Continua após a publicidade

Publicidade