Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Jogador porto-riquenho se declara culpado de possuir plantação de maconha

San Juan, 4 nov (EFE).- O ex-jogador de basquete José ‘Piculín’ Ortiz, que jogou na NBA e na Liga Espanhola, se declarou nesta sexta-feira culpado de possuir uma plantação de maconha.

Ortiz assumiu a culpa após chegar a um acordo com a Promotoria, após serem encontradas em sua residência em Porto Rico 218 plantas de maconha.

O acordo desprezará a acusação de possuir e alugar uma instalação com o propósito de manufaturar e distribuir maconha em sua residência de Cayey, distrito do interior de Porto Rico.

A Promotoria e a defesa, segundo informa a imprensa de San Juan, concordaram em reduzir o crime a um nível que estabelece uma sentença de 18 a 24 meses de prisão. O acordo entre as partes inclui o cumprimento por parte de Ortiz de 600 horas de serviço comunitário.

Agentes do Serviço de Imigração e Controle de Alfândegas (ICE, por sua sigla em inglês) prenderam o ex-jogador de basquete, no dia 29 de junho.

A Promotoria estimou em US$ 150 mil o valor no mercado negro do cultivo de maconha da antiga estrela do basquete.

Ortiz conta com uma longa carreira internacional que o levou a atuar no CAI Zaragoza, no Real Madrid, no Barcelona, no Festina Andorra e no Unicaja, além de uma rápida passagem pela NBA. EFE.