Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Irritado, Cristiano Ronaldo dispara contra lasers e gramado da Bósnia

Por Da Redação 12 nov 2011, 14h38

O meia Cristiano Ronaldo não é unanimidade entre os torcedores europeus há muito tempo. Principal jogador do Real Madrid, o atleta está acostumado a receber vaias dos torcedores de outros países quando defende a seleção portuguesa, o que inclusive gerou atitudes polêmicas por parte do armador nesta última semana.

Vítima dos famosos lasers que são utilizados pelos torcedores, Cristiano Ronaldo se irritou durante um treinamento e fez um gesto obsceno para o autor do disparo durante um treinamento da seleção, na Bósnia. Flagrado pelas câmeras, o português se irritou com a repercussão de sua postura e criticou o modo como o caso foi tratado na imprensa.

‘E sobre os lasers que apontaram para meus olhos? Ninguém fala disso, falam apenas sobre o gesto. Eles fazem isso, eu faço um gesto, e todos querem falar mal de mim’, disparou o craque merengue.

Se os momentos que antecederam a partida de Portugal e Bósnia, pela repescagem da Eurocupa 2012, foram conturbados para o jogador, o confronto da última sexta-feira também não foi dos mais fáceis para o meia, já que os torcedores locais não perderam a oportunidade de continuar provocando o atleta.

Quando Cristiano Ronaldo tentava uma jogada de ataque e não conseguia dar prosseguimento ao lance, a torcida entoava sonoros gritos de ‘Messi’ para provocar o luso, uma vez que o argentino é o favorito para ganhar a Bola de Ouro da Fifa e defende o Barcelona, maior rival do Real Madrid. Além disso, os lasers se mostraram presentes também durante todo o jogo, que acabou empatado por 0 a 0.

‘Tentei ficar tranquilo durante toda a partida, porque já sabia que, se fizesse alguma coisa, receberia um cartão amarelo. Eles tentavam me prejudicar para que ficasse de fora do jogo de volta por suspensão’, afirmou o armador, que também comentou sobre o péssimo estado do gramado do estádio Bilino Polje, onde foi realizada a partida.

‘Aquilo não era um gramado, era uma horta. Mas já sabíamos que jogaríamos em uma horta muito difícil, mas jogamos bem, tivemos quatro oportunidades para marcar, e eles, só uma, aos 35 minutos do segundo tempo’, completou furioso.

Continua após a publicidade
Publicidade