Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Internacional precisa de empate para ser bicampeão

Time gaúcho recebe o mexicano Chivas, no Beira-Rio, às 21h50

O Internacional entrará em campo na noite desta quarta-feira, às 21h50, no Beira Rio, para tentar conquistar a Copa Libertadores da América pela segunda vez – a primeira foi em 2006. O Inter precisa de um empate diante do Chivas para ser campeão, porque venceu o primeiro jogo da decisão, no México, por 2 a 1. Uma vitória por um gol de diferença do Chivas leva a decisão para os pênaltis.

O Inter disputa a final com outra vantagem. Já está garantido no Mundial de Clubes da Fifa. Isso porque o Chivas é filiado à Concacaf e não à Conbembol, que organiza a Libertadores. E o representante da Concacaf (Confederação de Futebol da América Central, do Norte e Caribe) no Mundial é o vencedor da Liga dos Campeões da entidade, no caso, o Pachuca.

O técnico do time gaúcho, Celso Roth, reconhece que é bom já estar garantido no Mundial, mas isso não diminui a importância de conquistar o título da Libertadores. “Claro que já estar classificado é interessantíssimo, mas não queremos chegar ao Mundial como vice-campeões”, disse.

Roth garante que Tinga, Alecsandro, Guiñazu e Sandro, que se recuperam de contusões, vão jogar. O time que deve começar como titular é: Renan, Nei, Bolívar, Índio e Kléber; Sandro, Guiñazu, Tinga, D’Alessandro e Taison; Alecsandro.