Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inter define contrato para reforma do Beira-Rio e espera aprovação

Com uma entrevista coletiva realiazada nesta quarta-feira, no Beira-Rio, o Internacional confirmou a apreciação da minuta do contrato pela direção colorada com a empresa Andrade Gutierrez, visando à modernização do estádio para a Copa do Mundo de 2014 e para os próximos anos.

O presidente Giovanni Luigi explicou a situação contratual, ao lado do primeiro vice-presidente do clube, Luís Anápio Gomes, o vice-presidente de relações sociais e secretário-geral, Gelson Pires, o vice-presidente de serviços especializados, Luciano Davi, e o assessor da presidência, Maximiliano Carlomagno.

‘Tomamos todos os procedimentos corretos para retomar o processo de modenização do Beira-Rio em parceria com a empresa Andrade Gutierrez. Contratamos uma consultora jurídica justamente para proteger-nos futuros problemas e acredito que o tempo esperado é necessário para o andamento certo da reforma’, comentou, esperando a aprovação do Conselho Deliberativo.

‘Recebemos a minuta do contrato nesta semana e entendemos estar adequada para aquilo que pensamos. E agora teremos no dia 15 de dezembro a votação no Conselho Deliberativo para aprová-la’, afirmou.

Sobre o prazo de entrega da obra, o mandatário disse acreditar no uso da sua casa para a disputa da Copa Libertadores, mesmo sabendo que o tempo pode se prolongar e que, se necessário, a arena pode ser interditada.

‘É hora de aguardar, pois necessitamos da aprovação da minuta pelo Conselho. A Libertadores é prioridade e não abrimos mão do Beira-Rio para sediar os jogos do Inter nesta competição. O Gauchão já pode ser repensado. Obviamente que, em algum momento, devido à segurança, por exemplo, o Beira-Rio pode ser fechado neste período’, comentou.