Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Indy começa com promessa de equilíbrio e protagonismo de Barrichello

O campeonato da Fórmula Indy começa neste domingo às 13h30 (de Brasília), com o Grande Prêmio de Saint Petersburg, primeira prova da temporada, e apresenta novidades ao público norte-americano. A primeira, os novos carros, que prometem trazer mais equilíbrio à disputa. A segunda, o brasileiro Rubens Barrichello, que logo assumiu papel de protagonista da categoria após deixar a Fórmula 1.

Os chassis dos carros da Indy são fornecidos a todas as equipes pela Dallara, que modificou o desenho para a temporada 2012, para dar mais segurança aos pilotos. Na última prova do ano passado, o britânico Dan Wheldon morreu após um forte acidente, o que motivou a categoria a buscar mudanças.

Com todos os times partindo do mesmo patamar para iniciar o desenvolvimento do carro, a promessa é de maior equilíbrio do que nos últimos anos. A entrada de três fornecedores de motores às equipes é outro fator que deve estimular a concorrência na pista.

‘Foi uma surpresa só dois pilotos lutarem pelo título nos últimos dois anos, porque temos vários pilotos bons. O grid está ficando ainda melhor, acho que é um dos mais complicados que já vi. Acho que com os novos motores e o novo carro, com certeza será mais misturado. Vai ficar muito interessante’, avaliou Will Power, que nos últimos dois anos duelou com o escocês Dario Franchitti pelo título.Entre as novidades do grid está o brasileiro Rubens Barrichello, que acertou com a equipe KV para correr na Indy após ter perdido vaga na Fórmula 1. Ele pilotou 19 anos consecutivos na categoria, mas acabou substituído pelo compatriota Bruno Senna na Williams, escuderia que defendeu nos últimos dois Mundiais.

Na nova categoria, o veterano brasileiro buscará seu primeiro título diante em uma categoria de elite do automobilismo mundial e também a primeira vitória diante da torcida brasileira. A etapa nacional da Indy, a São Paulo Indy 300, está marcada para 29 de abril, em um circuito de rua montado na região do Anhembi.

‘Não posso explicar o quanto aprecio essa oportunidade. Aos 39, ainda tenho a chama para continuar correndo. A velocidade e o desejo estão aqui, como sempre. Estou me sentindo muito otimista. Sou muito agradecido por essa chance: à minha equipe, meus companheiros e os fãs’, afirmou.

O Brasil conta ainda com outros dois pilotos no grid da Indy. Hélio Castroneves, tricampeão das 500 Milhas de Indianápolis, segue na equipe Penske, uma das mais vitoriosas da categoria. Já Tony Kanaan, campeão em 2005, é companheiro de Barrichello na KV, time pelo qual passou a correr em 2011.