Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Hodgson reconhece ajuda da sorte para que a Inglaterra fosse líder do grupo D

Por Da Redação - 19 jun 2012, 20h44

Redação Central, 19 jun (EFE).- O técnico da Inglaterra, Roy Hodgson, reconheceu que sua equipe contou com ‘um pouco de sorte’ no andamento dos jogos desta terça-feira no grupo D da Eurocopa, do qual sua equipe foi a líder após vencer a Ucrânia por 1 a 0 e ainda contar com a derrota da França para a Suécia, por 2 a 0.

‘Estivemos em um bom nível desde o início. Mas se alguém tivesse dito que íriamos vencer o grupo, ninguém acreditaria. Muitos não pensavam que nosso time acabaria em primeiro’, disse Hodgson, que elogiou a Ucrânia, apesar da eliminação da anfitriã.

‘O jogo de hoje foi muito complicado. Tínhamos 4 mil torcedores, enquanto eles tinham 60 mil. Foram valentes, mas nós tivemos uma boa atuação e contamos com um pouco de sorte’, declarou o técnico inglês.

Hodgson também falou sobre a inexperiência do ‘English Team’, que na opinião dele não teve o desempenho ideal até agora na competição.

Publicidade

‘O gol não mostra a realidade do nosso jogo. Faltou-nos algo, e podemos trabalhar isso. Esta é uma equipe jovem e que conta com uma boa possibilidade de melhora’, considerou.

Hodgson aproveitou para elogiar o atacante Wayne Rooney, que, depois de cumprir dois jogos de suspensão devido a uma expulsão ainda durante as Eliminatórias, estreou na Euro marcando o gol da vitória em Donestsk.

‘(Rooney) Fez uma partida excelente. Jogou bem, trabalhou duro e poderia ter marcado mais gols. No intervalo, tive dúvidas, só que tive que deixá-lo em campo pelas circunstâncias. Por causa do placar do outro jogo, fomos prudentes’, explicou. EFE

Publicidade