Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Histórico anima São Paulo: só uma derrota por 3 a 0 no Serra Dourada

Por Da Redação - 23 maio 2012, 05h02

A vantagem conquistada com a vitória por 2 a 0 no Morumbi é considerável, já que o São Paulo só não chegará às semifinais da Copa do Brasil se perder por mais de dois gols de diferença. E o retrospecto do confronto prova como é complicada a vida do Goiás: em 19 jogos no Serra Dourada, o anfitrião alcançou o resultado necessário somente uma vez.

Das sete vitórias que conseguiu como mandante no estádio em Goiânia, o time alviverde fez um triunfo superior a dois gols de vantagem somente no Brasileiro de 2005, quando bateu o Tricolor por 3 a 0. Em 2004, pela liga nacional, a equipe do Centro-Oeste superou os paulistas por 2 a 0, placar que levaria a decisão para os pênaltis nesta quarta-feira.

Pela Copa do Brasil, entretanto, o time do Morumbi nunca foi derrotado por seu adversário nas quartas de final desta edição. Em cinco partidas, foram três vitórias do clube do Sudeste e dois empates. E os goianos, na soma de todos os duelos no campeonato, só fizeram um gol, enquanto tiveram suas redes balançadas cinco vezes.

Somando todos os duelos entre as equipes no Serra Dourada, são quatro vitórias são-paulinas, oito empates e sete triunfos alviverdes, com 27 gols dos anfitriões e 19 dos visitantes. Nas oitavas de final da Copa do Brasil do ano passado, o Tricolor venceu em Goiás por 1 a 0, assim como na volta, no Morumbi.

Publicidade

Os próprios números do clube do Morumbi no torneio – que nunca conquistou – também servem de ânimo. Nas 15 oportunidades em que ganhou no primeiro jogo, só foi eliminado uma vez, no ano passado, nas quartas de final, diante do Avaí – ganhou por 1 a 0 no Morumbi e perdeu de virada por 3 a 1 em Florianópolis.

Quando triunfa na ida por, ao menos, dois gols de diferença, o aproveitamento são-paulino em avançar de fase na competição é de 100%. Mas o discurso entre os comandados de Emerson Leão é de respeito. ‘Vencemos o primeiro jogo por 2 a 0, mas temos que ir para o Serra Dourada com muita atenção. O Goiás vai vir para cima da nossa equipe. Precisamos de inteligência para conseguirmos a classificação’, receitou Rhodolfo.

Publicidade