Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Guarani brinca com saída de Fabinho e exige Montillo do Cruzeiro

Por Da Redação - Atualizado em 19 jul 2016, 14h00 - Publicado em 27 maio 2012, 10h22

Aos poucos a torcida do Guarani vai conhecendo os detalhes que envolveram a negociação do atacante Fabinho com o Cruzeiro. Auxiliar de Vadão na equipe, Gersinho explicou que o time celeste deverá enviar ao clube uma quantia em dinheiro e um jogador de seu elenco por empréstimo. No entanto, o fato foi visto com bom humor pelo membro da comissão técnica, que ‘exigiu’ um reforço de peso da Rapos

‘Do nível do Fabinho, eles têm só o Montillo. Vamos ver se o Celso Roth libera para nós’, brincou o auxiliar da equipe de Campinas. Embora o ambiente seja de descontração com a saída do atacante, Gersinho não escondeu que o time vive um período de indefinição após o princípio de desmanche sofrido depois do vice-campeonato no Paulistão.

‘Conversei com o Vadão e, com a saída do Fabinho, teria que ter outra opção para o ataque. O Clebinho era uma alternativa ao Fabinho e agora vamos buscar outra. Lógico que eu vou para lá para decidir isso. O Celso me convidou para passar dois, três dias em Belo Horizonte para avaliar os jogadores que eles podem nos emprestar’, destacou Gersinho, em tom mais sério.

Os próximos dias também deverão ser decisivos para o Guarani no setor defensivo da equipe. Domingos e Neto ainda não tiveram uma definição em suas situações no clube e seguem conversando com a diretoria. O primeiro ainda estuda propostas para renovar o seu contrato e disputar a Série B deste ano pelo Bugre, enquanto o segundo é preterido por clubes do País e negocia a sua permanência com os dirigentes de Campinas.

Publicidade

‘Vamos passar por um período de indefinição ainda, não temos o elenco para disputar a Série B. O grupo ainda não está fechado, pode ser que saíam outros jogadores e cheguem mais alguns. Vamos ter que passar por este momentod e turbulência por 15 ou 30 dias’, encerrou.

Publicidade