Clique e assine com até 92% de desconto

Grupo de Mustafá ignora festa de fim de ano oferecida por Tirone

Por Da Redação 27 dez 2011, 16h06

O presidente Arnaldo Tirone promove nesta terça-feira um evento de final de ano para reunir os conselheiros do Palmeiras. Mas o grupo liderado por Mustafá Contursi, que foi decisivo na eleição do mandatário no início de 2011, não estará presente à festa. É mais uma prova do ambiente de racha político no clube intensificado nos últimos meses.

O restaurante próximo às piscinas do estádio Palestra Itália foi o local reservado para o encontro. A reportagem conversou com um conselheiro ligado a Mustafá Contursi que confirmou o ‘boicote’.

‘Nessa despedida haverá distribuição de camisas para conselheiros, é a prova de um clientelismo no clube, mas o grupo próximo ao Mustafá não vai lá porque se sente traído pelo que ocorreu no Palmeiras, as coisas prometidas não foram cumpridas’, disse.

A propósito, Mustafá Contursi apresenta um sentimento de desconforto com as informações de que poderia se candidatar novamente à presidência do Palmeiras em 2013. A posição oficial do ex-mandatário é que não há qualquer interesse em cargos executivos no Verdão.

‘Muitas pessoas pedem a volta do Mustafá, em uma conversa informal no fim deste ano isso ocorreu, mas ele está irredutível. Agora, isso aí tem sido plantado pelo pessoal da situação para desviar os problemas da administração’, afirmou o conselheiro, hoje de oposição.

No Palmeiras, além de conselheiro, Mustafá Contursi cumpre a função de integrante vitalício do Conselho de Orientação e Fiscalização (COF). Além disso, ele é o presidente do Sindicato do Futebol, associação que defende os interesses dos clubes.

Continua após a publicidade
Publicidade