Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Goleiro da ‘La U’ é condenado a indenizar família de jovem que atropelou

Por Da Redação - 3 jan 2012, 21h31

Santiago do Chile, 3 jan (EFE).- O goleiro titular da Universidad de Chile, Johnny Herrera, foi condenado nesta terça-feira a pagar US$ 49 mil à família da Macarena Matamala, a quem atropelou e matou no dia 20 de dezembro de 2009.

A condenação também impede o jogador, que já defendeu o Corinthians, de deixar o país e o obriga a apresentar-se com regularidade perante um tribunal.

O goleiro da equipe campeã da Copa Sul-Americana e dos dois turnos do Campeonato Chileno em 2011 estava bêbado quando atropelou a jovem.

Sua carteira de motorista foi retirada por seis meses e, além disso, Herrera terá que doar equipamentos esportivos a escolas de futebol de crianças carentes.

Publicidade

O advogado do goleiro, Felipe Barruel, declarou a ‘Radio Cooperativa’ que a sentença foi justa e que a conclusão do processo ‘foi um acordo entre o Ministério Público, a defesa e a família da vítima’.

No entanto, os pais de Macarena anunciaram que apelarão contra a sentença, pois querem que o jogador seja preso.

‘Johnny Herrera matou minha filha e o dinheiro não vai consertar isso. É uma pessoa com problemas psiquiátricos e espero que se recupere, ou vai continuar matando gente’, declarou Javiera Matamala, mãe da jovem atropelada. EFE

Publicidade