Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Goiás prevê caldeirão no Nabizão, e dobra atenção para bater Bragantino

Por Da Redação 10 nov 2011, 15h03

Sem perder há nove jogos, e no G-4 da competição, o Bragantino gera preocupação para o time do Goiás. Os jogadores esmeraldinos mostraram estarem atentos aos perigos do Alvinegro e à provável pressão da torcida, que deve lotar o Estádio Nabi Abi Chedid para a partida decisiva entre as equipes, neste sábado.

‘Nunca joguei lá, mas sei que é um caldeirão, e sei também que é um campo bom para se jogar. A gente tem que estar preparado para esse jogo importantíssimo’, declarou Netinho, lembrando que ambos os clubes brigam pelo acesso. ‘As duas equipes vêm num momento bom, cresceram na hora certa da competição. Vai ser um jogo ofensivo, já que o empate não interessa para ninguém’, completou.

Se o Bragantino vem embalado pela sequência invicta, o Goiás também está animado com a atual fase. Com sete vitórias nos últimos oito jogos, o Esmeraldino deixou a zona de rebaixamento e está a quatro pontos do G-4. Para Netinho, a equipe deve repetir o futebol que tem demonstrado para sair com a vitória.

‘Nossa atenção tem que ser dobrada, tanto em lances defensivos quanto em ofensivos. Precisamos de um algo a mais, uma bola parada, concluir em gol sempre que tiver oportunidade’, explicou. No Goiás há apenas 44 dias, Netinho não vivenciou o triunfo esmeraldino por 2 a 1 sobre o Bragantino, em 16 de agosto no Serra Dourada. Marcelo Costa, por sua vez, lembra bem da partida. ‘A gente viu o jogo aqui: uma equipe que marca muito forte e tem uma bola aérea boa, jogadores de estatura alta, e que também cresceu nessa reta final’.

Nesta tarde, os titulares na vitória sobre o São Caetano fizeram meia hora de trabalho regenerativo, dividido entre alongamento e corrida no CT Edmo Pinheiro. O restante do elenco treinou posse de bola, cruzamento e finalização. Entre o grupo que trabalhou intensamente, estava Oziel, recuperado de lesão muscular na coxa. Diante do Bragantino, Marcinho Guerreiro e Felipe Amorim desfalcam o Goiás, por causa do terceiro cartão amarelo.

Continua após a publicidade
Publicidade