Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ginástica do Brasil terá representantes apenas entre os homens na Universíade

Com algumas baixas nos últimos dias, a ginástica brasileira terá representantes apenas entre os homens na 26Universíade de Verão, Jogos Olímpicos Universitários, que serão disputados a partir desta sexta, na cidade de Shenzen, na China, entre 148 países.

A modalidade que terá atletas é a ginástica artística, com os atletas Arthur Zanetti, Luiz dos Anjos, Petrix Barbosa e Francisco Barreto, atual campeão brasileiro no individual geral, que terão como técnico Marcos Gotto.

Já na feminina, estava prevista a participação de Daiane dos Santos, mas ela apresentou atestado médico e pediu dispensa devido a uma lesão. A ginástica rítmica não terá representantes pelo mesmo motivo, já que Eliane Sampaio e Angélica Kvieczynski recuperam-se de lesão e, por isso, não embarcaram para a China.

Com encerramento marcado para o dia 23, a Universíade reunirá disputas de 24 modalidades: basquete, judô, levantamento de peso, mergulho, golf, vôlei, vôlei de praia, taekwondo, tênis, aeróbica, tiro com arco, tiroteio, atletismo, badminton, natação, futebol, tênis de mesa, ginástica rítmica, ginástica artística, esgrima, navegação, xadrez, polo aquático e ciclismo.

Rússia, Austrália, Itália, Eslovênia, Ucrânia, Coreia, Suécia, Israel, Estados Unidos, Grã Bretanha, Alemanha, Japão e França são alguns dos países que disputarão os Jogos Universitários, além do Brasil e da anfitriã China, entre outros.

A delegação brasileira em Shenzhen será a maior do País em uma edição da Universíade: serão mais de 300 pessoas, entre atletas, técnicos, árbitros e dirigentes.