Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gianluigi Buffon é acusado de fazer apostas ilegais, diz imprensa italiana

Roma, 31 mai (EFE).- Gianluigi Buffon, goleiro da Juventus e da seleção italiana, entrou na mira da equipe que investiga as fraudes envolvendo apostas esportivas no país.

De acordo com a imprensa italiana, a Guarda de Finanças (polícia fiscal do país) monitorou as transferências e pagamentos efetuados por Buffon. Nos dados foram verificadas grandes somas de dinheiro suspeitas, cerca 1,5 milhão de euros, que teriam sido utilizadas para realizar apostas.

Na Itália é proibido que jogadores federados apostem em eventos esportivos. Contudo, a imprensa aponta que o caso não deve resultar em uma ação criminal.

O relatório da Guarda de Finanças sobre a movimentação financeira de Buffon foi elaborado durante a investigação da promotoria de Turim, e enviado para a promotoria de Cremona, que investiga a existência de um esquema de combinação de resultados no futebol italiano.

O nome de Buffon teria aparecido em uma escuta telefônica em que o ex-jogador e preparador físico do Ravenna, clube da quarta divisão italiana, Nicola Santoni, afirma que o goleiro gastaria entre 100 e 200 mil euros por mês em apostas.

As notícias sobre as acusações contra o titular italiano vem à tona um dia depois que o goleiro criticou a ‘fuga de notícias’ sobre as investigações referentes ao escândalo no ‘calcio’.

Perguntado se iria ser interrogado como testemunha após a Eurocopa, o goleiro disparou contra os jornalistas: ‘Se serei interrogado, quem tem que dizer são vocês. Vocês sabem das coisas meses antes’.

O goleiro ainda lamentou a situação que o futebol do país vive, chegando a afirmar que o caso é pior do que o de 2006, em alusão ao ‘calcipoli’, sistema de corrupção que entre outras punições, rebaixou a Juventus para a segunda divisão do Campeonato Italiano. ‘Antes, em sua maioria, uma entidade estava envolvida, agora é o futebol como um todo’, disse. EFE