Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Getterson lamenta postagem que o tirou do São Paulo: ‘Eu era um menino’

Jogador de 25 anos ressaltou que não usava o Twitter havia três anos e disse ter concordado com a decisão da diretoria de cancelar a negociação

Por Da Redação 23 jun 2016, 17h38

O atacante Getterson já está de malas prontas para retornar a Curitiba. O atacante de 25 anos sentiu o gosto de ser um atleta do São Paulo por apenas algumas horas, até que postagens antigas em uma rede social estragaram o melhor momento de sua carreira. Entre 2010 e 2012, Getterson fez citações comprometedoras no Twitter, assumindo ser torcedor do rival Corinthians e se referindo aos são-paulinos como o termo pejorativo “bambis”. Pressionada pela torcida que descobriu a gafe, a diretoria do clube optou pela anulação do contrato. Ainda bastante abalado, Getterson lamentou o ocorrido, mas disse que concordou que não havia clima para seguir no Morumbi.

Getterson deverá retornar ao J. Malucelli, equipe paranaense que disputa a Série D do Brasileirão, enquanto aguarda por uma nova chance na elite. O jogador explicou que não utilizava o Twitter desde 2013, e que não tinha maturidade suficiente para prever o que aquelas postagens poderiam acarretar.

“Foi um brincadeira que fiz com um amigo lá por 2010, 2011, quando tinha Twitter. Não tenho acesso mais à conta, perdi a senha, não sei o que aconteceu. Não mexo nele há uns três anos. Para mim nem existia mais, eu nem me lembrava”, lamentou o jogador, que teve sua contratação aprovada pelo técnico da equipe, Edgardo Bauza, após se destacar no Campeonato Paranaense.

“Conversei com a diretoria do São Paulo, decidimos não dar continuidade para me preservar e ao clube também. O torcedor não conseguiu ver que hoje sou outra pessoa. Eu era menino, solteiro, jogava em clube pequeno. Hoje sou casado, tenho filho, sou um profissional de verdade. Naquela época eu estava começando, tinha acabado de subir da base. Então não tinha noção do que estava fazendo, apesar de ter sido uma brincadeira. Agora vou tentar recuperar a chance perdida, perdi uma oportunidade na minha vida”, completou.

Twitter entregou: São Paulo cancela contratação de ‘corintiano’

Getterson disse não guardar mágoas da diretoria do São Paulo. “Foi um consenso. Lógico que eu queria ficar, tentar esquecer. Creio eu que se fosse estrear, a torcida não ia gostar, não ia agradar. Eu acabaria prejudicando o clube e a mim também. Não queria que acontecesse nada de pior.”

Getterson se disse muito assustado com a repercussão que o caso tomou, mas diz não ter recebido nenhuma ameaça. Ele admite arrependimento, mas entende que não havia como consertar a situação. “Não tinha como ser evitado. Eu fiz um Twitter com um e-mail que nem tenho mais, perdi a senha de acesso. Impossível excluir o perfil. Não tinha o que fazer. É claro que tenho arrependimento, mas quando se é menino a gente erra. Na época eu nem pensava em passar pelo São Paulo. Nem no meu melhor sonho eu cogitava isso.”

Sem querer entrar em mais confusão, Getterson evitou responder se segue sonhando em atuar pelo Corinthians. “Tenho como objetivo na carreira jogar em um grande clube. Assim como o São Paulo é enorme, o Corinthians é também. Eu estava realizando um sonho de jogar no São Paulo. O Ronaldo Fenômeno era meu ídolo, estava no Corinthians na época e eu gostava muito do futebol dele. Aí eu falava disso para meus amigos.”

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade