Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Gerrard exalta atuação e prega respeito aos italianos

Por Da Redação - 19 jun 2012, 20h13

Um dos destaques da Inglaterra na primeira fase da Eurcopa, o meia Steven Gerrard elogiou o desempenho dos companheiros e exaltou a superação da equipe. ‘No início ninguém acreditava em nós, mas vencemos e crescemos no momento certo’, reforçou.

Autor da assistência para o gol de Wayne Rooney que definiu a vitória contra a Ucrânia, o jogador do Liverpool, porém, reconhece que as atuações inglesas estão longe do ideal. ‘Pelo menos fizemos nosso trabalho e derrotamos um bom time’, completou.

A adversária nas quartas de final será a Itália, que ficou em segundo lugar no grupo C. Gerrard tratou de pediu respeito aos tetracampeões do mundo e que a dedicação se mantenha em um possível confronto com a Espanha nas semifinais.

Quando perguntado sobre o lance em que os ucranianos reclamaram, o goleiro Joe Hart desconversou. ‘Eu não consegui ver nada, o importante foi a conquista da vitória e da vaga’, afirmou. A jogada polêmica ocorreu no segundo tempo, quando o zagueiro John Terry salvou um chute de Marko Devic, mas as câmeras mostraram que bola teria entrado

Publicidade

Técnico ucraniano revoltado – Inconformado, o treinador Oleg Blokhin reclama: ‘Marcamos um gol legal, a bola passou quase um metro da linha.’ O que causa mais irritação em Blokhin é o fato de a arbitragem ser composta por cinco membros. ‘O que posso dizer? Para que precisamos de cinco árbitros, se eles não validaram um gol?’, questionou. Na saída do gramado, o técnico chegou a discutir com um jornalista e pediu respeito com a situação.

Publicidade