Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Garantido por dirigente, Oswaldo lamenta não ter feito gol relâmpago

Pressionado após ser goleado na primeira final e da eliminação nas oitavas de final da Copa do Brasil com derrota para o Vitória no Engenhão, Oswaldo de Oliveira foi garantido pela diretoria no Botafogo mesmo depois de perder mais uma vez pelo Fluminense. E o técnico lamentou o início do jogo deste domingo.

‘Um gol cedo seria muito bom porque tiraria a estabilidade do adversário e depois acabaria nos dando chance e confiança para conseguirmos ir avançando no placar’, imaginou o treinador, bastante chateado, mas, ao menos, assegurado no cargo.

Após o clássico, o vice-presidente de futebol do clube, André Silva garantiu que o técnico ficará no Botafogo até o final do ano, quando acaba o seu contrato. Assim, Oswaldo de Oliveira pode continuar trabalhando para o time fazer o que faltou neste domingo: gol.

‘Ficamos em cima, criamos boas oportunidades, mas mais uma vez não conseguimos convertê-las em gol. Quando levamos o gol do Fluminense, houve uma decadência muito grande na confiança e no espirito. Mesmo assim, a equipe se manteve lutando, briosa’, comentou.

Sobre suas escolhas táticas, o comandante gostou de sua escalação inicial e também da troca de Elkeson por Herrera no intervalo. ‘Procuramos preparar o que era possível para tentar reverter a situação e sabíamos das dificuldades. No intervalo, procurei mudar um pouquinho a forma de jogar e acho que repercutiu bem até o momento do gol do Fluminense’, afirmou.