Clique e assine a partir de 9,90/mês

Frizzo nega Malouda e ironiza Barcos: ‘Palmeiras não é a Marinha’

Por Da Redação - 13 jan 2012, 17h55

O vice-presidente de futebol do Palmeiras, Roberto Frizzo, disse nesta sexta-feira que Florent Malouda, do Chelsea, e Hernán Barcos, da LDU, não serão contratados pelo clube do Palestra Itália.

Malouda está insatisfeito no Chelsea e foi oferecido pelo empresário Marcos Boccato, mas o nome do meia-atacante francês não teria agradado à comissão técnica. ‘Oferecem 4.628 atletas por dia para a gente. Conversamos com a comissão técnica, mas dentro do projeto do Felipão não cabe o nome do Malouda’, afirmou Frizzo.

Já o argentino Hernán Barcos diz que foi procurado pelo Verdão, que teria oferecido R$ 8 milhões para tirá-lo da LDU. O dirigente palmeirense foi irônico ao dizer que não há interesse. ‘Vocês têm que perguntar para quem falou isso. O Palmeiras não é a Marinha para saber de barco’, disparou.

Por já ter o chileno Valdivia e o recém-chegado argentino Román em seu elenco, o clube poderia contratar apenas um dos estrangeiros cogitados. A diretoria não esconde que observa o mercado externo para corrigir as deficiências do grupo, tanto que outro nome especulado para o setor ofensivo é o de Ariel, argentino que passou pelo Coritiba e hoje joga no espanhol Racing Santander.

‘Hoje em dia, 70% dos times têm urgência em um camisa 9, ainda mais esses que são mais gabaritados. Mas podem ter certeza que o Palmeiras vai ter o seu’, disse Frizzo, que ainda deseja trazer um lateral direito para disputar posição com Cicinho e cogita a vinda de mais um meia.

‘O elenco está sendo recomposto dentro das nossas necessidades. Com a saída do (lateral esquerdo) Gabriel Silva, trouxemos o Juninho. Com a cirurgia do Thiago Heleno (zagueiro que operou os dois pés para superar problema nos ossos metatarsos e só volta em quatro meses), trouxemos o Román. E para o meio trouxemos o Daniel Carvalho’, enumerou.

Continua após a publicidade
Publicidade