Clique e assine com até 92% de desconto

Franck Caldeira e Damião Souza conseguem índice para a Londres

Por Da Redação 15 abr 2012, 14h56

O mineiro Franck Caldeira e o alagoano Damião Ancelmo de Souza conseguiram neste domingo o índice exigido para a maratona da Olimpíada de Londres em prova de Milão, na Itália. Franck, da Orcampi/Pão de Açúcar, terminou em 6lugar, com 2:12:03, enquanto Damião, da Pé de Vento, ficou em 8 , com 2:14:14. Com eles, quatro atletas já superaram o índice de 2:18:00, mas só três podem ser convocados para a Confederação Brasileira de Atletismo para os Jogos Olímpicos.

O brasiliense Marilson Gomes dos Santos (BM&FBovespa) está pré-convocado por ter terminado 2011 entre os 30 primeiros do mundo, com 2:06:34, em Londres. O paulista Paulo Roberto de Almeida Paula (Cruzeiro) já tinha feito 2:11:51, obtido em março em Barcelona na Espanha. Com os resultados atuais, Damião estaria fora da delegação.

O prazo para a obtenção de índice na Olimpíada, porém, termina no dia 29 de abril e até lá outros brasileiros vão competir. No próximo domingo, por exemplo, Marilson e Solonei Rocha da Silva, medalha de ouro na maratona do PAN de Guadalajara, correrão em Londres. Com isso, Frank passa a ser ameaçado por ter o 3melhor tempo.

O vencedor da Maratona de Milão foi o queniano Daniel Too, que completou os 42.195 metros do percurso, em 2:08:39. Outros brasileiros na prova: Flávio Henrique Guimarães (Pé de Vento), 14 , com 2:17:39, e José Teles (Pinheiros/Asics), 17 , com 2:24:04.

No feminino, a piauiense Cruz Nonata da Silva (BM&FBovespa) completou a Maratona de Viena em 7lugar, com o tempo de 2:32:46, não conseguindo o índice exigido de 2:30:07. ‘A prova foi disputada com vento forte e frio, o que acabou prejudicando o desempenho da Cruz’, comentou o técnico José Alessandro da Silva. ‘Agora vamos focar nos 10.000 m. Temos tempo de buscar o índice de 31:41:78 até o dia 1de julho.’

A paulista Adriana Aparecida da Silva (Pinheiros/Asics), ouro no PAN do México, é a única brasileira com índice na maratona por enquanto. Ela correu a prova de Tóquio, em fevereiro, em 2:29:17.

Continua após a publicidade
Publicidade