Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fora da Libertadores, corintiano Vitor Júnior está na mira da Lusa

Após negociar Marco Antônio com o Grêmio e Edno com o Tigres (México), a Portuguesa está em busca de um armador. O técnico Jorginho aprova o nome do corintiano Vitor Júnior e o clube já iniciou as tratativas para tê-lo por empréstimo.

Manuel da Lupa, presidente do clube rubro-verde, entrou em contato com a diretoria alvinegra antes das eleições presidenciais do último sábado. Na ocasião, ouviu que as negociações só poderiam ser concluídas após a vitória de Mário Gobbi nas urnas e apenas se a comissão técnica resolvesse deixar o jogador fora da lista de inscritos para a primeira fase da Libertadores.

As duas coisas aconteceram e o acerto pode se concretizar ainda nesta semana. ‘Vou conversar sobre isso com o presidente do Corinthians. Se ele quiser emprestar, vamos ficar com o jogador. Ainda não posso falar sobre tempo de contrato, porque não sei se o negócio vai sair’, informou o mandatário da Lusa à reportagem da Gazeta Esportiva.Net.

Vitor Júnior foi contratado pelo Timão no fim do ano passado, após se destacar pelo Atlético-GO no último Campeonato Brasileiro. Ele era nome certo na relação da Libertadores até ganhar a concorrência de Douglas e ser expulso no duelo contra o Bragantino, pelo Campeonato Paulista.

Antes mesmo de estrear, o meio-campista já era alvo de especulações. O Cruzeiro chegou a solicitar seu empréstimo para facilitar a liberação do argentino Montillo, mas a novela teve final infeliz para o Corinthians.Guilherme

No fim do ano passado, o Corinthians se interessou pelo volante Guilherme, mas a Portuguesa não liberou sua revelação. A relação entre as diretorias ficou estremecida e Edno, um dos atletas emprestados pelo Alvinegro à equipe do Canindé, acabou sendo negociado.

O possível empréstimo de Vitor Júnior significa uma reaproximação, mas Manuel da Lupa garante que Guilherme continua sendo inegociável. ‘Vou repetir para deixar bem claro novamente: o Guilherme não está à venda. As negociações com o Edno e o Vitor Júnior não têm nada a ver com ele. No futuro, se eu quiser vendê-lo, chego no Corinthians e digo quanto quero receber. Agora não’.