Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Fluminense e Inter duelam para seguir na Libertadores

Por Da Redação 10 Maio 2012, 07h30

Por Leonardo Maia e Elder Ogliari

Rio – Com sete gols marcados em sete jogos na Copa Libertadores, o Fluminense é o pior ataque da competição dentre os times que chegaram às oitavas de final. Mas mesmo com tal produtividade, a equipe fez a melhor campanha da fase de grupos. Contra o Internacional, nesta quinta-feira, às 22 horas, no Engenhão, os comandados de Abel Braga querem manter a eficácia para avançar às quartas de final. Uma vitória classifica os tricolores, mas um empate com gols dá a vaga aos colorados.

O grupo está com a confiança nas alturas depois dos 4 a 1 sobre o Botafogo no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, no último domingo. A convicção nas Laranjeiras é que as estrelas do elenco se destacam justamente nos momentos de definição. Como se pode atestar pela conquista da Taça Guanabara sobre o Vasco, com um 3 a 1 em que Deco e Fred brilharam, e na partida contra os alvinegros, com ótima atuação também de Thiago Neves e Rafael Sóbis.

A expectativa é por um Engenhão completamente lotado. Quase todos os ingressos foram vendidos antecipadamente. Os jogadores vibram com a possibilidade de atuar com casa cheia. “Vamos precisar do apoio dos torcedores. Temos a vantagem de jogar em casa, com a nossa torcida”, disse o lateral-esquerdo Carlinhos.

Abel Braga tem duas dúvidas. O volante Valencia e o zagueiro Anderson estão recuperados de problemas musculares e vão disputar com Edinho e Leandro Euzébio, respectivamente, uma posição entre os titulares.

INTERNACIONAL – O Internacional está autorizado pela Conmebol a escalar o atacante Oscar, em litígio trabalhista com o São Paulo, no jogo contra o Fluminense. Mesmo que tenha voltado contra o Caxias no último domingo, pelo Campeonato Gaúcho, o jogador estava ameaçado de novo afastamento depois de a CBF ter dado a entender, em ofício à entidade sul-americana, na última terça, que ele continua com dois contratos em vigor, um com o clube paulista e um com o gaúcho. A dúvida acabou na tarde desta quarta, quando a Federação Gaúcha de Futebol foi comunicada pela Conmebol que a CBF considera o atleta efetivamente habilitado a atuar pelo Internacional.

Além da certeza de que vai contar com Oscar, o técnico Dorival Júnior também vai escalar o zagueiro Rodrigo Moledo e o atacante Leandro Damião, que não enfrentaram o Caxias. A grande ausência continua sendo a do meia D’Alessandro, que está se recuperando de uma lesão na coxa. O substituto deve ser o também argentino Dátolo.

O treinador colorado prevê um jogo muito difícil porque os dois times têm a marcação forte como uma de suas principais características.

Continua após a publicidade
Publicidade