Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Flamengo espera ‘sim’ de Thiago Neves e critica postura do Flu

A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, garante que o clube já obteve as garantias financeiras para adquirir os direitos econômicos de Thiago Neves, que pertencem ao Al-Hilal, da Arábia Saudita. O Rubro-negro diz que a permanência do meio-campista depende apenas dele e critica a postura do Fluminense, que tem interesse em atravessar a negociação e já teria até acertado valores com o jogador.

‘O Thiago e o empresário dele (Léo Rabello) precisam se posicionar, dizer se o atleta quer jogar no Flamengo ou no Fluminense. Acredito que nossa proposta seja maior que a deles, se ela realmente existe. Eles não se pronunciam, não têm uma atitude correta. Isso nós repudiamos’, reclamou a mandatária, em entrevista coletiva concedida na tarde desta segunda-feira.

‘Mandamos uma primeira proposta, que foi negada pelos árabes. Eles mandaram uma contraproposta e nós já temos investidores para suportá-la. Estamos preparados para fechar o negócio agora’, acrescentou Patrícia, confiando que não vai ver o Fluminense anunciar a contratação do jogador sem antes receber uma posição dele. ‘O empresário do Thiago diz que as negociações não estão encerradas. O Flamengo confia nisso. Se vamos pagar um preço por confiar, não sabemos’.

O Fla tinha prioridade para negociar com o Al-Hilal, mas o prazo já estourou. O clube continuou negociando e acredita que, para entrar na briga, o Fluminense deveria se manifestar publicamente.

‘É bastante desconfortável a forma como o presidente do Fluminense diz que não sabe de nada, que é a patrocinadora que comanda o clube e as negociações. Isso está criando um problema institucional muito grande. Não é a conduta que eu esperava. Se tem interesse, assume que tem. Pelo que se sabe, eles estão inflacionando a negociação e isso é ruim para o futebol’, esbravejou Patrícia Amorim, que diz ter procurado o presidente do Flu, Peter Siemsen, para tratar do assunto.

‘Entrei em contato com o Peter mais de uma vez. Quando tínhamos interesse recíproco pelo Bolívar, nos falamos e ele disse que não queria nem Bolívar nem Thiago Neves. Nesses últimos dias, liguei novamente e ele disse que não sabia de nada, que voltaria a falar comigo, mas não voltou. Não acho bacana’, concluiu.