Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Flamengo afirma que Ronaldinho Gaúcho fica, com ou sem a Traffic

Reunião nesta terça-feira tenta, mais uma vez, resolver impasse entre empresa e representantes do jogador

Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação rubro-negra, Ronaldinho Gaúcho fica. Quem atesta é o vice-presidente jurídico do Flamengo Rafael De Piro. “Nossa meta foi atingida, conseguimos a classificação para a Libertadores e para nós é muito importante que ele fique, para conquistarmos um objetivo maior. Para ele será importante também, pois trata-se de uma competição que ele nunca disputou. Entre ele e o clube está tudo acertado”, afirma o dirigente, mesmo diante do atraso de quatro meses da parte dos salários de Ronaldinho que é paga pela Traffic, parceira do clube na contratação.

Um dos responsáveis pela negociação com a empresa de marketing esportivo, Rafael afirma ainda que a permanência do craque não está condicionada à continuidade da parceria com Traffic. “A ideia é que a Trafiic continue com a gente, mas se não ficar o Flamengo tem amplas condições de bancar a totalidade dos salários do Ronaldinho, através de patrocinadores interessados em associar suas marcas ao jogador e ao Flamengo”, afirma.

Patrimônio – “Respeitamos a Traffic, que é uma parceira importante, mas nossa prioridade é cuidar do patrimônio do clube”, diz De Piro sem esconder os arranhões no relacionamento do Fla com a empresa de J. Hawilla.

O cartola adianta que às 18h desta terça-feira, a diretoria do clube fará uma reunião a portas fechadas – sem participação de representantes da Traffic ou de Ronaldinho – na qual, entre outros assuntos, será discutido o contrato de R10 de 2012 a 2014. Rafael assume que Fla e Traffic não se falaram nos últimos dias e que não houve avanços nas pendências relativas à esperada redação final do contrato entre as partes.

O dirigente ressalta também que a parte dos vencimentos do Dentuço que cabem ao Flamengo está em dia. Rafael não fala em valores. Sabe-se, no entanto, que o clube paga em torno de 280 mil reais mensais ao jogador, enquanto a Traffic é responsável aproximadamente 1 milhão de reais por mês – ocasionando um débito perto de 4 milhões de reais de Hawilla com Gaúcho.