Clique e assine a partir de 9,90/mês

Festa do Palmeiras na Paulista tem provocações e Mina dançarino

Clube revive antiga tradição de celebrar na principal avenida da cidade e enlouquece milhares de torcedores com o eneacampeonato do Brasileirão

Por da redação - Atualizado em 28 nov 2016, 15h38 - Publicado em 28 nov 2016, 09h21

O nono título brasileiro do Palmeiras reviveu uma antiga tradição do futebol paulistano: as grandes comemorações na Avenida Paulista. Na noite deste domingo, todo o elenco, comissão técnica e diretoria do clube subiram em um trio elétrico posicionado bem em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero e fizeram farra com milhares de torcedores. O diretor de futebol do clube, Alexandre Mattos, o capitão Dudu e o zagueiro colombiano Yerry Mina roubaram a cena com provocações e coreografias.

O dirigente foi o mestre de cerimônias desde que o ônibus com os atletas chegou ao local, por volta das 21h. Mattos chamou um por um os integrantes do elenco e pediu para a torcida cantar o nome dos escolhidos. Dudu, Gabriel Jesus e Fernando Prass foram os mais festejados.

Zé Roberto, que anunciou que seguirá jogando aos 42 anos, levou a torcida ao delírio ao repertir um discurso feito ainda no início de 2015, no vestiário do Allianz Parque. “Bate no peito de quem está do seu lado aí e fala: ‘O Palmeiras é gigante'”. O zagueiro Mina também divertiu o público ao repetir a sua famosa dança das comemorações de gols, desta vez sem camisa e em cima do trio elétrico.

Provocações aos rivais

Como é comum em festa de comemoração de títulos, não faltaram alfinetadas nos rivais. Fernando Prass chegou a segurar uma faixa com xingamentos aos “gambás”, como são chamados os torcedores do Corinthians. Dudu, que segundo Rafael Marques, estava “mais louco que o Batman”, também puxou músicas em provocação ao maior rival.

Santos e Flamengo, os principais concorrentes ao título também foram bastante lembrados. O tal “cheirinho de hepta”, celebrado pelos flamenguistas ao longo do campeonato, foi várias vezes ironizado, em meio a xingamentos.

O volante Gabriel também não se esqueceu do Santos, que nos últimos anos rivalizou com o Palmeiras em várias finais. “Santos o c******., lugar de peixe é dentro do aquário”, cantou. O meia Lucas Lima, do Santos, um habitual provocador do Palmeiras nas redes sociais, não foi esquecido.

Continua após a publicidade

Matheus Sales começou puxando o grito de “ei, Lucas Lima, vai tomar no c*”. Alexandre Mattos, então, interagiu com o meio-campista. “Matheus, quantos anos você tem?”. Ao ouvir o “19” da boca do garoto, prosseguiu. “Lucas Lima com 26 só ganhou dois Paulistas. E você?”. “Sou campeão da Copa do Brasil e do Brasileiro”, gritou o palmeirense, levantando a torcida.

(com Gazeta Press)

Publicidade