Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Federação proíbe torcidas organizadas de entrar no dérbi campineiro

Por Da Redação 22 mar 2012, 16h21

As torcidas organizadas de Ponte Preta e Guarani foram proibidas pela Federação Paulista de Futebol de entrar no dérbi deste sábado, no estádio Moisés Lucarelli. A decisão foi tomada pela entidade para coibir os atos de violências que poderiam acontecer nas proximidades dos estádios Brinco de Ouro e do próprio Majestoso – palco do clássico deste final de semana.

O estopim para a medida drástica tomada pela FPF foi a morte do torcedor Anderson Ferreira, integrante de uma torcida organizada do Bugre que foi espancado após um confronto entre adeptos dos clubes. O incidente ocorreu depois de um clássico entre as categorias sub-15 e sub-17 dos times de Campinas e gerou preocupação da Polícia Militar e das diretorias.

Com isso, as torcidas G. R. Torcida Jovem Amor Maior e G. R. Uniformizada Serponte, da Ponte Preta, e G. R. Guerreiros da Tribo e G. E. Cultural Torcida Fúria Independente não terão seu ingresso ao Moisés Lucarelli permitido.

O dérbi deste final de semana marcará o centenário do clássico entre as duas equipes da cidade e por pouco não foi realizado em outra cidade. A medida chegou a ser proposta pela diretoria do Guarani, mas o presidente em exercício da Macaca, Márcio Della Volpe, vetou a sua adoção. No entanto, os jogos realizados após este sábado contarão com torcida única do clube mandante.

Continua após a publicidade

Publicidade