Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ex-padre irlandês fica irritado com homenagem a Vanderlei

Neil Horan, que agarrou o brasileiro quando este liderava a maratona em Atenas 2004, se considera responsável pela fama do atleta

Por Da redação - 7 ago 2016, 17h49

O ex-padre irlandês Neil Horan ficou “irritado” ao ver pela TV que Vanderlei Cordeiro de Lima acendeu a pira da Olimpíada do Rio. Horan, que agarrou o atleta brasileiro no momento em que este liderava a maratona nos Jogos de Atenas, em 2004, disse também, em entrevista ao The New York Times, que se considera o responsável pela fama do atleta. “Eu olho para Vanderlei e penso ‘Você não estaria nem perto de ser uma estrela se não fosse por mim'”, afirmou o ex-padre.

Vanderlei Cordeiro contava com uma vantagem de 150 metros do segundo colocado, perto da marca de 35 quilômetros, quando foi surpreendido por Horan, que trajava trajes típicos irlandeses. O brasileiro perdeu seu ritmo e finalizou a prova em terceiro lugar, ficando com o bronze. Meses mais tarde, foi premiado pelo Comitê Olímpico com a Medalha Pierre de Coubertin, por seu espírito esportivo em ter continuado na prova após o incidente.

O ex-padre foi preso por dois meses em decorrência deste episódio e planejou vir ao Brasil para pedir desculpas pessoalmente ao atleta, mas se envolveu com acusações de abuso infantil. Horan também disse na entrevista ao NYT que Vanderlei “falhou” ao não responder suas mensagens pedindo por um encontro.

Leia também:
Por onde anda o padre que atrapalhou Vanderlei Cordeiro?
Relembre a história de Vanderlei Cordeiro de Lima

Neil Horan tem atualmente 69 anos e continua aproveitando-se de protestos e eventos para chamar a atenção para o que ele chama de sua missão: alertar o mundo sobre a volta de Jesus Cristo à Terra e sobre os valores da Bíblia. No mês passado, o ex-padre esteve em protestos contra o a saída do Reino Unido e contra o líder da campanha do Brexit, Boris Johnson, trajando roupas típicas irlandesas e segurando cartazes com mensagens fanáticas.

Continua após a publicidade

A Igreja afastou Horan das funções de padre no fim da década de 90, antes mesmo de o episódio de Atenas acontecer, por considerar que ele apresentava problemas psicológicos. Desde então, o ex-padre dedica-se a chamar a atenção dançando e exibindo seus cartazes sobre a volta de Jesus. Embora o empurrão a Vanderlei Cordeiro Lima tenha sido a aparição mais marcante de Horan, não foi a única vez em que ele atrapalhou competições esportivas.

Publicidade