Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-artilheiro, Kuki explica trabalhos de finalização com atacantes

Ex-artilheiro e ídolo da torcida do Náutico, Kuki agora é auxiliar de Waldemar Lemos, e tenta passar a sua habilidade de dentro dos campos para alguns atletas. O baixinho esclareceu nesta sexta algumas funções que desempenha junto aos atacantes do elenco alvirrubro como, por exemplo, trabalhos de finalização. A única reclamação ficou por conta do pouco tempo para treinar.

‘Futebol é repetição. Fizemos isso com Kieza ano passado e agora com o Siloé. Um ruim disso é que temos no máximo três dias até o jogo seguinte’, disse.

Sobre o confronto de domingo contra o Sport, Kuki acredita que a partida será bastante difícil como qualquer clássico e lembrou-se do último triunfo alvirrubro sobre o rival na Ilha do Retiro, pelo placar de 3 a 1.

‘Foi em 2004. Tínhamos um bom time, Marco Antônio, Gil Baiano, Batata. Inclusive marquei um gol naquele jogo e no final eles descontaram’ finalizou. Sobre a contusão do atacante Rogério, ele não poupou críticas Maneco, do América, e ao quarto árbitro da partida, Matheus Costa.

‘Achei a entrada desleal do jogador Maneco, mas o maior culpado foi o quarto árbitro que viu tudo e não fez nada. Acho que esses quartos árbitros deveriam ter uma participação mais efetiva durante os jogos pra evitar esse tipo de erro’, opinou.