Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Eurocopa: Cristiano erra pênalti e Portugal empata de novo

Assim como na estreia diante da Islândia, seleção portuguesa ficou no 0 a 0 diante da defensiva equipe da Áustria

Cristiano Ronaldo bem que tentou, mas voltou a ter uma noite infeliz na Eurocopa. O craque do Real Madrid desperdiçou um pênalti e chegou a balançar as redes, mas estava impedido, e não conseguiu impedir o segundo empate de Portugal na Euro, desta vez um 0 a 0 contra a Áustria, no Parque dos Príncipes, em Paris.

Apesar dos dois tropeços de Portugal, sua situação segue aberta no Grupo F. A Hungria, que mais cedo empatou com a Islândia em 1 a 1, lidera com quatro pontos. Portugal e Islândia tem dois e a Áustria é a lanterna com apenas um ponto, faltando uma rodada para o fim da primeira fase.

Portugal dominou a partida neste sábado, mas novamente falhou nas finalizações. Aos 21 minutos, Cristiano apareceu na área e desviou cruzamento para fora. Áustria não se arriscava na frente e o português Nani quase abriu o marcador aos 29 minutos, mas seu chute parou na trave.

Leia também:

Euro-2016: Bélgica, enfim, convence e arrasa Irlanda

Euro-2016: jogador da Croácia que perdeu o pai chora durante o hino

Itália vence com golaço ‘brasileiro’ e avança na Euro-2016

A Áustria teve uma boa chance aos 41 minutos, com seu principal jogador, David Alaba. O lateral do Bayern de Munique cobrou falta da ponta direita e surpreendeu o goleiro Rui Patrício. Vieirinha, porém, apareceu e afastou o perigo em cima da linha de gol.

O segundo tempo seguiu a mesma história do primeiro. Cristiano Ronaldo perdeu mais uma chance em chute rasteiro. Na sequência, cabeceou para defesa do goleiro Robert Almer. Pouco depois, o astro português cobrou falta pela direita, mas a bola passou por cima.

Aos 32 minutos, ele teve a melhor oportunidade. Após cruzamento da esquerda, Cristiano Ronaldo foi abraçado por Hinteregger e caiu na área. O juiz assinalou o pênalti, mas o atacante desperdiçou a cobrança, ao acertar a trave direita do goleiro. O craque ainda chegou a balançar as redes aos 40 minutos, mas cabeceou em completo impedimento e o gol foi bem anulado.

Cristiano, que na partida de estreia havia se desentendido com os jogadores da Islândia, ao menos celebrou a quebra de mais um recorde em sua carreira: se tornou o jogador que mais vezes vestiu a camisa da seleção portuguesa, com 128 jogos, ultrapassando o ex-meia Luis Figo, que estava na arquibancada torcendo pela equipe.

(com Estadão Conteúdo)