Clique e assine a partir de 9,90/mês

Estatísticas provam domínio do Barcelona nos fundamentos

Por Da Redação - 18 dez 2011, 10h23

A posse de bola é o grande cartão de visitas do histórico Barcelona. Na vitória deste domingo contra o Santos na decisão do Mundial de Clubes do Japão, o time espanhol ficou com a bola 71% do tempo. Em consequência disso, também foi superior em outros fundamentos. Nos arremates, o Barcelona teve o dobro de tentativas em relação ao Santos – foram 16 contra oito. Ainda por cima, o time espanhol mostrou objetividade, já que nove de suas ações foram na direção da meta do goleiro Rafael.

No caso do Santos, apenas três das oito conclusões testaram o goleiro Valdés. Na melhor oportunidade, no segundo tempo, Neymar saiu na cara do gol e chutou em cima do arqueiro adversário. Nos escanteios, o Barcelona também levou vantagem por quatro a dois. Por fim, a prova de que o campeão europeu buscou mais o ataque refletiu nos impedimentos, foram seis dos espanhois contra nenhum do Santos. No jogo deste domingo, o Barcelona definiu a vitória em 45 minutos, quando abriu 3 a 0 com gols de Messi, Xavi e Fábregas. Na etapa final, o clube controlou as ações e ainda ampliou o marcador, com mais um tento de Messi.

Leia também

Neymar diz que Santos recebeu uma aula do Barcelona

Continua após a publicidade

Estatísticas provam domínio do Barcelona nos fundamentos

Guardiola ganhou 13 de 16 títulos possíveis desde 2008

Barça alcança maior diferença em final única de Mundial

Messi é eleito melhor do Mundial e Neymar fica em 3º

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade