Clique e assine a partir de 9,90/mês

Equipe francesa suspende ciclista detido por suposto doping

Por Da Redação - 10 jul 2012, 12h00

Bourg-en-Bresse (França), 10 jul (EFE).- A equipe francesa Cofidis anunciou nesta terça-feira a suspensão do ciclista Rémy Di Gregorio, após sua detenção durante uma investigação por doping, durante a disputa do Tour de France.

Ao mesmo tempo, o time garantiu que este é um ‘caso isolado, que não põe em xeque a participação da equipe no Tour’.

‘Acabamos de saber que um de nossos ciclistas, inscrito no Tour de France, recorreu ao uso de substâncias dopantes para melhorar seu rendimento. Neste momento dispomos de pouca informação sobre os fatos’, indicou a Cofidis em comunicado.

Por conta disso, foi aplicado o regimento interno da equipe, sobre as violações de seu código ético, o que representa a suspensão preventiva do ciclista.

Continua após a publicidade

Além disso, caso sejam confirmadas as acusações, Di Gregorio será despedido, ainda de acordo com as normas da equipe.

Nesta quarta-feira, com o retorno da disputa, a equipe confirmou que estará na linha de largada normalmente. Os representantes da equipe ainda lamentaram a mancha diante de patrocinadores e dos demais participantes do Tour.

Rémy Di Gregorio foi detido nesta terça-feira, por agentes da brigada de proteção da saúde pública, no hotel onde estava concentrada a equipe Cofidis, durante operação antidoping, em consequência de uma investigação relacionada ao doping iniciada no ano passado, encabeçada pelo juiz de instrução de Marselha, Annaick Le Goff.

Quando Di Gregorio se tornou alvo da Justiça, ele defendia a equipe Astana, do Cazaquistão, na qual permaneceu até 2011, quando se transferiu para a Cofidis.

Continua após a publicidade

Em seu histórico constam três vitórias importantes, uma em etapa do Tour do Porvir, em 2006, outra na Paris-Nice, em 2011, e outra neste ano, na Volta às Astúrias.

Na atual edição do Tour de France, Remy Di Gregorio ocupa a 35ª etapa, após nove etapas disputadas. EFE

Publicidade