Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Empate do Cruzeiro ‘enche de esperança’, diz Mancini

Por Da Redação - 6 out 2011, 10h00

Por AE

Sete Lagoas – O técnico Vágner Mancini conseguiu seu primeiro ponto à frente do Cruzeiro com o empate por 3 a 3 diante do São Paulo, na noite de quarta-feira, em Sete Lagoas (MG), pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na briga contra o rebaixamento, o resultado não foi dos melhores para a equipe mineira, mas a atuação “encheu de esperança” o treinador.

“O Cruzeiro hoje voltou a ser uma equipe vibrante, com muita garra, que jogou futebol, chutou muito a gol. Volto a dizer, até para valorizar o empate, que nós enfrentamos uma equipe muito forte”, declarou Mancini, que tinha perdido para o Grêmio na estreia. “Eu vi uma equipe que me encheu de esperança, saio daqui satisfeito pela atuação da equipe, não em função do empate, até porque acho que merecíamos vencer o jogo, mas já nos deixa mais confiante.”

Com o ponto conquistado diante do São Paulo, o Cruzeiro segue na 16ª colocação, agora com 30 pontos, com apenas três a mais do que o Atlético-PR, primeira equipe na zona do rebaixamento. Apesar da posição perigosa, Mancini garantiu que o time mineiro não cairá para a Série B se seguir atuando como fez na quarta-feira.

Publicidade

“Eu não tenho dúvida que vai escapar (do rebaixamento para a Série B). Se jogar dessa forma, se tiver o empenho, se tiver uma entrega da forma que houve, dificilmente vamos deixar escapar vitórias aqui dentro e até mesmo fora de casa”, afirmou o treinador do Cruzeiro.

Assim como o treinador, o goleiro Fábio saiu de campo convencido de que o Cruzeiro merecia a vitória na partida com o São Paulo. “O importante foi a superação e a dedicação que todo mundo teve. A gente tem que ter mais concentração e atenção, porque a equipe jogou bem, marcou, mas temos que dar méritos para a equipe adversária, que é uma equipe de qualidade. A gente lutou, buscou, melhoramos 100% e a vitória quase veio”, avaliou o capitão cruzeirense.

Publicidade