Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Emocionado, Guga dedica Hall da Fama ao pai: ‘Ele sempre acreditou’

Gustavo Kuerten se mostrou surpreso ao saber na noite desta segunda-feira que havia entrado para o Hall da Fama do tênis. Emocionado, o brasileiro dedicou a conquista àquele que a previu ainda quando o atleta dava suas primeiras raquetadas, aos seis anos de idade.

‘Confesso que quando comecei jamais imaginava fazer parte da história do tênis. O inacreditável é que havia alguém que já sonhava com isso: meu pai. Dedico a ele essa conquista especial’, escreveu o tenista em seu Twitter.

Aldo Kuerten faleceu após um ataque cardíaco, enquanto arbitrava uma partida de tênis em Curitiba. À época, Guga tinha apenas oito anos de idade e iniciava uma carreira de brilho, que terminou em 2008, após 20 títulos de simples e oito de duplas pela ATP. Entre eles, três Torneios de Roland Garros e a Masters Cup de 2000 que fizeram o brasileiro ser o número um do mundo entre 2000 e 2001.

A entrada de Guga para o Hall da Fama será oficializada nesta quinta-feira, em cerimônia realizada em São Paulo. A partir de então, ele será o segundo brasileiro a integrar a seleta galeria. A tenista Maria Esther Bueno tem lugar cativo desde 1978.