Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Em Londres, Magnussen espera quebrar recorde de Cielo

Por Da Redação 30 mar 2012, 15h46

Por AE

Londres – César Cielo que se cuide. No que depender do australiano James Magnussen o brasileiro não chega a meados de agosto com o recorde mundial dos 100m livre. O homem mais rápido do ano na prova garante estar pronto para se tornar o mais rápido da história e se sagrar campeão olímpico em Londres.

Atual campeão mundial dos 100m livre, Magnussen, ou o “Míssil”, como os australianos estão chamando o substituto do “Torpedo” Ian Thorpe, está em Londres para conhecer o Aquatics Centre, que ele espera seja o palco de sua glória, em agosto.

“Eu tenho certeza que outros têm a mesma pretensão, mas eu farei o meu melhor para conquistar esta piscina. Eu ouvi que ela é muito rápida. Eu não posso esperar para ter a chance de competir nela e, tomara, quebrar o recorde mundial”, disse Magnussen ao jornal inglês The Independent.

Há duas semanas, o australiano fez o melhor tempo do mundo desde o fim da era dos maiôs tecnológicos. Na final do qualificatório nacional, ele alcançou a marca de 47s10, apenas 21 centésimos mais lento que o recorde mundial de Cesar Cielo. Magnuessen, porém, nadou em Adelaide com uma infecção pulmonar, que ele não podia amenizar porque os remédios contém substâncias proibidas.

“Eu não queria que as pessoas soubessem (da infecção) porque eu não quero que eles pensem que eu tinha qualquer fraqueza. Mas se eu puder ficar saudável e ganhar estes 0,2 segundos, eu estou no meu caminho para o ouro olímpico e um recorde mundial”, garantiu Magnussen.

Continua após a publicidade

Publicidade