Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Em busca do título, Vasco e Botafogo fazem clássico decisivo no Engenhão

Por Da Redação 12 nov 2011, 20h40

Um clássico com jeito de decisão. Assim pode ser encarado o duelo entre Vasco e Botafogo, que se enfrentam às 19 horas (de Brasília) deste domingo, no Engenhão, pela 34rodada do Campeonato Brasileiro. As duas equipes sabem que um tropeço pode custar o término de seus sonhos na competição.

O sentimento é intensificado pelo fato de que ambas foram derrotadas no último fim de semana: os vascaínos perderam por 2 a 0 para o Santos fora de casa, e o Glorioso, como anfitrião, caiu por 1 a 0 diante do Figueirense.

Atualmente, o Vasco soma 58 pontos e, em caso de vitória, pode se isolar na liderança. Para isso, basta que o Corinthians, que tem a mesma pontuação, tropece em casa contra o Atlético-PR. Já o Botafogo, com 55 pontos, precisa conquistar mais três para seguir no páreo pelo título e aproximar-se ainda mais da vaga na próxima Copa Libertadores da América, que não disputa desde 1996.

O duelo apresentará um Vasco bem mais motivado, já que no meio de semana o time conseguiu golear o Universitario, do Peru, por 5 a 2, obtendo uma histórica classificação para as semifinais da Copa Sul-americana. Já o Alvinegro entrou em crise após a derrota para o Figueirense, com o trabalho do técnico Caio Junior sendo muito questionado. Porém, o Glorioso tem a seu favor o fato de, no primeiro turno, ter goleado esse mesmo Vasco por 4 a 0.A busca pela vitória realmente deve ser a marca das duas equipes neste duelo, pois os dois treinadores admitem que a conquista do título é a prioridade.

‘O Vasco só tem esse objetivo no Campeonato Brasileiro, já que conquistou a vaga na Libertadores com o título da Copa do Brasil. Portanto, estamos dispostos a levar nosso sonho até a última rodada. Cada partida é uma decisão. Estamos superando o desgaste de uma maratona de jogos justamente porque acreditamos que é possível que o time ganhe este Brasileirão’, disse Cristóvão Borges, comandante do Vasco.

Caio Junior também projeta o título, sem parecer muito animado apenas com a possibilidade de conquistar a vaga na Copa Libertadores. ‘Não excluo o Botafogo da disputa pelo troféu. Apesar do tropeço contra o Figueirense, sei do potencial desse grupo. Temos confrontos diretos pela frente, a começar por esse clássico contra o Vasco. Não queremos nos contentar com Libertadores, um objetivo secundário’, enfatizou.

Os vascaínos, assim como o técnico botafoguense, veem no fato de ser um confronto direto a principal motivação para a luta por três pontos. ‘Se ganharmos esse jogo, vamos abrir seis pontos do Botafogo e deixar esse adversário, que é forte e muito perigoso, mais distante da briga pelo título. A partida passa a ser uma verdadeira final, até porque, em caso de derrota, eles nos passam’, lembrou o experiente meio-campista Juninho Pernambucano.

Sobre a maneira como as duas equipes devem se comportar, os botafoguenses esperam um confronto aberto. ‘Vasco e Botafogo sempre jogaram de maneira ofensiva neste Campeonato Brasileiro e não vão mudar na reta final. Tenho convicção de que lutarão pela vitória sem temer os riscos da derrota. São equipes que têm uma boa estrutura e esquema definido, que podem ser ousadas. Quem for ao estádio deverá acompanhar um belo jogo de futebol’, previu o volante Renato.

Dentro de campo, o Botafogo contará com o meia Elkeson, que era dúvida por conta de uma tendinite no joelho direito e acabou liberado pelo departamento médico para atuar. Disposto a tornar o time mais ofensivo, Caio Junior barrará o volante Leo para dar vaga ao atacante argentino Herrera, que formará dupla ofensiva com Loco Abreu.

No Vasco, o meia Felipe, recuperado de lesão no músculo adutor da coxa esquerda, reaparecerá na lateral esquerda, assim como o volante Jumar, reabilitado de edema na coxa direita. Os dois serão titulares e permitirão que Cristóvão Borges possa escalar força máxima, embora o treinador faça mistério sobre sua formação.

Antes do clássico, escolha do Engenhão como sede do confronto desagradou aos vascaínos, que, por terem o mando de campo, queriam atuar em São Januário. A CBF, porém, fez prevalecer acordo feito entre os clubes cariocas antes de o Brasileirão começar.

Continua após a publicidade

FICHA TÉCNICA

VASCO X BOTAFOGO

Local: Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 13 de novembro de 2011, domingo

Horário: 19 horas (de Brasília)

Árbitro: Antônio Schneider (RJ)

Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Rodrigo Correa (RJ)

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Renato Silva e Felipe; Nilton, Jumar, Juninho Pernambucano e Diego Souza; Eder Luis e Elton

Técnico: Cristóvão Borges

BOTAFOGO: Jéfferson, Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos, Renato, Elkeson e Maicosuel; Herrera e Loco Abreu

Técnico: Caio Junior

Continua após a publicidade
Publicidade