Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Dúvidas diminuem e PC finalmente pode usar força máxima no Sport

Por Da Redação 21 set 2011, 17h27

O time do Sport que empatou em casa diante do Duque de Caxias deve ter três reforços para o duelo deste sábado, às 16h20 (de Brasília) diante do Vitória, pela 25rodada do Brasileirão da Série B.

O lateral direito Thiaguinho já poderia ter entrado em campo diante dos lanternas, mas não o fez por força do contrato. Junto com ele retornam Naldinho, que se livrou de um desconforto no joelho e já treinou com bola, além de Willians, que não entrava em campo deste o embate contra o Grêmio-SP, quando teve um problema muscular na coxa.

Para ver o Leão rugir mais alto na Série B, Willians tem consciência de sua importância: ‘Estou feliz por retornar. Participei dos treinos de ontem e hoje e não senti nada, o que me faz saber que estou bem para poder jogar contra o Vitória, que é o time que me projetou para o futebol. Com a derrota do Americana é outra chance de entrar no G-4, só depende de nós’.

Quando um jogador se transfere de um time para outro a pergunta é comum: ‘Vai comemorar se fizer gol?’. Willians demonstrou respeito aos baianos, mas admitiu: ‘Tenho carinho pelo Vitória, mas agora jogo pelo Sport e não posso deixar de comemorar. E vou fazer isso também por respeito, já que é um time difícil de ser superado. É uma questão de festejar com a minha torcida’.

Pela primeira vez desde que assumiu o comando do Sport o técnico PC Gusmão poderá usufruir de sua força máxima. Sempre com jogadores suspensos e lesionados, o comandante rubro-negro tem muito o que comemorar e praticamente definiu o time no coletivo desta quarta-feira: Magrão; Thiaguinho, César, Tobi e Wellington Saci; Hamilton, Rithelly, Naldinho e Marcelinho Paraíba; Willians e Bruno Mineiro.

Fernandinho se despede dos companheiros

O lateral esquerdo Fernandinho ganhou a concorrência de Diogo, recentemente contratado junto ao Vasco, e desistiu de esperar por uma brecha do titular Wellington Saci. Nesta quarta-feira ele se despediu dos companheiros, recolheu seus pertences e foi embora da Ilha do Retiro.

Isso além do anúncio oficial de sua saída do Sport: ‘Gostaria de ficar, mas acabei meio sem espaço. Eu saio de cabeça erguida porque não fui dispensado, fui liberado por uma proposta muito boa do Avaí para disputar a Série A’.

Continua após a publicidade
Publicidade