Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dos emprestados, Inter só pretende ficar com Fabrício, da Portuguesa

A vaga na próxima edição da Copa Libertadores conquistada com o triunfo diante do Grêmio acelerou o planejamento do Inter para a próxima temporada, e o técnico Dorival Júnior já faz o levantamento do plantel acompanhado de Fernandão, diretor executivo da equipe.

A primeira avaliação é referente aos jogadores emprestados ao Colorado: Alex, Ricardo Goulart, Fabrício e Siloé. Mesmo que não tenha sido titular durante todo o Campeonato Brasileiro, o camisa 15 Fabrício, lateral e meia com passe preso à Portuguesa, é o único a ser procurado para permanecer na próxima temporada.

Por esse motivo, Cuca Lima, diretor de futebol do Inter, está em São Paulo para se reunir com a diretoria da Lusa, recentemente classificada para a elite do futebol brasileiro, em busca da compra definitiva do passe de Fabrício, que tem 24 anos e foi revelado nas categorias de base do São Paulo.

‘Eu já estive em São Paulo na última semana buscando esse acordo, mas agora o Cuca foi para concluir. O Inter pagou R$ 500 mil pelo empréstimo de um ano e agora eles cobram R$ 2,5 milhões pelo passe. Acredito que pela parceria entre os clubes o valor possa ser diminuído, mas vamos aguardar’, cravou Fernandão, que também deixou claro que o Inter não tem interesse em manter os outros três emprestados.

Dessa forma, o atacante Alex retorna ao Fluminense depois de poucas oportunidades no Rio Grande do Sul, assim como Siloé, que ganhou destaque defendendo o Horizonte-CE na Copa do Brasil, mas só atuou com regularidade no time B do Colorado.

O caso do meia Ricardo Goulart, titular do Inter nos tempos de Paulo Roberto Falcão é o mesmo e o jogador retorna ao Santo André em 2012. Alvo de interesse de alguns clubes da Série A do futebol brasileiro, como o Figueirense e a Ponte Preta, Goulart não deve permanecer no futebol paulista na próxima temporada.