Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dorival quer repetir time, mas ainda depende de Bolívar e D’Alessandro

O Inter atingiu o G-5 do Campeonato Brasileiro com uma vitória dentro do Engenhão sobre o Botafogo. Na rodada seguinte, foi derrotado pelo Flamengo, o que não fez o time desistir da briga pela Libertadores de 2012. Dorival Júnior ainda mantém a esperança na classificação e principalmente em contar com o mesmo time das duas partidas para enfrentar o Grêmio, na última e decisiva rodada do Campeonato Brasileiro.

Há apenas duas dúvidas que impedem o comandante do Colorado de definir os titulares: Bolívar e D’Alessandro. O zagueiro depende da aceitação do pedido de efeito suspensivo entregue pelo clube ao STJD. A princípio, Bolívar está suspenso do futebol até o retorno do lateral Dodô, do Bahia, o que deve demorar seis meses.

Já o argentino representa um caso mais preocupante, pois foi ausência nos treinamentos de terça e quarta-feira em virtude de dores na panturrilha esquerda. A expectativa é de que participe de alguma atividade com bola na tarde desta quinta-feira, mas ir a campo ainda é uma indefinição.

‘Gostaria de poder contar com todo o elenco à disposição, mas são duas situações que eu ainda estudo, não tem como dar um parecer. E também não dependem de mim. No que depender de mim, manteria o time’, cravou Dorival, que também preferiu deixar seus comandados sem pensar no conturbado momento do Grêmio, que fica sem técnico após a partida.

Diferentemente do Grêmio, o Inter pode acabar ficando sem técnico durante a partida, já que Dorival Júnior será julgado pelo STJD por conta de sua ‘conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva’, como classificado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça. A expulsão no duelo contra o Flamengo, quando chutou uma bola em direção ao gramado, é a causa do julgamento marcado para esta sexta-feira e que pode tirá-lo de até seis partidas.