Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dorival atribui mudança de postura do Inter à derrota para o Santos

As últimas três partidas do Internacional tiveram atuações para nenhum torcedor colocar defeito. A equipe venceu todos os confrontos em questão e marcou 14 gols diante de Santa Cruz-RS, The Strongest e Juventude. Tal postura ofensiva arrancou elogios do técnico Dorival Júnior, que não titubeou ao escolher o fator que fez seu time acumular essa grande sequência de triunfos.

Para o treinador colorado, a dura derrota por 3 a 1, para o Santos, na Copa Libertadores, foi fundamental para que sua equipe sofresse uma drástica mudança na parte emocional. O confronto entre os brasileiros era um dos mais aguardados na fase de grupos do torneio e foi marcado pela atuação de gala do atacante Neymar, que desestabilizou o clube gaúcho ao marcar os três gols da grande vitória do Peixe.

‘Aquela derrota ficou muito marcada pela postura que nós tivemos. A gente não conseguiu jogar, independente do que tenha acontecido naquele jogo. Não importa com qual equipe nós estamos jogando, o Inter sempre entra em campo para ser vibrante e determinado e não foi isso que vimos naquela ocasião’, destacou Dorival Júnior, antes de apontar os efeitos positivos que o revés trouxe ao elenco.

‘Esses momentos fizeram os gols saírem e novas possibilidades passaram a ser criadas. Ficou uma lição muito importante para nós e espero que isso nos leve a uma condição melhor. A equipe vai continuar mostrando consistência e equilíbrio e conquistará grandes resultados’, acrescentou.

Após a acachapante goleada por 7 a 0, sobre o Juventude, o Internacional voltará todo o seu foco para a Libertadores, uma vez que o The Strongest espera a equipe na altitude boliviana para tentar reverter a goleada por 5 a 0 que o Colorado aplicou no Beira-Rio. Contra os efeitos atmosféricos, a delegação do Inter viajará para La Paz já nos próximos dias, tentando minimizar o desgaste dos atletas durante a partida.

Sem menosprezar o adversário sul-americano, Dorival Júnior pregou cautela durante toda a partida e pediu para que o duelo do meio da semana seja encarado como uma verdadeira decisão na competição.

‘Eles são um concorrente direto e ganharam esse rótulo pelos resultados conquistados em casa. Assim como o Inter fez sua parte, o The Strongest faz a sua e precisamos esquecer a goleada de hoje para vencermos o duelo que será essencial para nossa classificação’, finalizou o técnico.