Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Djokovic bate Federer de virada e avança para a final do US Open

Em um jogo emocionante, o tenista sérvio Novak Djokovic, número um do mundo, salvou dois match points e recuperou-se de uma desvantagem de 2 sets a 0 para derrotar neste sábado o suíço Roger Federer, com parciais de 6-7 (7/9), 4-6, 6-3, 6-2, 7-5, pelas semifinais do US Open.

Na decisão, Djokovic enfrentará o vencedor do duelo entre o espanhol Rafael Nadal, número 2 do mundo, e o escocês Andy Murray (N.4).

O sérvio, que tinha sido derrotado por Federer na decisão do torneio nova-iorquino em 2007, teve sua revanche contra o adversário que também o tinha eliminado na semifinal do último torneio de Roland-Garros.

“Foi uma partida incrível. Roger jogou num nível altíssimo, mas eu soube esperar o momento certo para dar a volta por cima. Estou muito feliz e quero que o público dance comigo para comemorar”, declarou ‘Nole’, que realmente dançou em quadra após sua vitória, acompanhado pelas palmas do público.

“É a minha maior vitória no ano e talvez uma das maiores da minha carreira”, completou.

Após perder os dois primeiros sets, o sérvio conseguiu empatar ao conquistar o terceiro e o quarto.

No quinto, Federer votou a dominar e teve a oportunidade de fechar no seu próprio saque com 5 a 3, mas desperdiçou dois match points e teve seu serviço quebrado após uma dupla falta.

O sérvio mostrou-se mais forte mentalmente e acabou vencendo todos os games seguintes, fechando este último set decisivo por 7 a 5, após cerca de quatro horas de jogo.