Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Diretor jurídico do Verdão acusa dívida de R$ 50 milhões de Belluzzo

Por Da Redação 25 dez 2011, 07h25

O Palmeiras continua com uma ferrenha briga entre os diferentes grupos políticos. Desta vez, um integrante da gestão do presidente Arnaldo Tirone acusa uma dívida pesada da administração anterior, comandada por Luiz Gonzaga Belluzzo.

‘Nós já pagamos uma dívida de R$ 50 milhões só de coisas deixadas pela gestão passada’, acusou Piraci Ubiratan de Oliveira, em entrevista à Rádio Jovem Pan.

A gestão de Tirone alega que usou 2011 para colocar as contas em dias. Entre as dívidas, Piraci Ubiratan de Oliveira afirma que o Verdão foi obrigado a entrar em acordo com Muricy Ramalho, técnico demitido na gestão Belluzzo.

‘Nós estamos renegociando, reparcelando, ao Muricy havia um saldo muito grande, tivemos que negociar muita gente’, emendou o diretor jurídico do Palmeiras.

O balanço oficial do Palmeiras mostrava uma dívida de quase R$ 200 milhões no início da gestão de Arnaldo Tirone. Em função dos problemas financeiros, o presidente alega que não pôde contratar grandes reforços para a temporada.

Continua após a publicidade
Publicidade