Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Despres vence Dacar entre as motos; Peterhansel e Cottret levam nos carros

Por Da Redação 15 jan 2012, 13h11

Lima, 15 jan (EFE).- O francês Cyril Despres (KTM), entre as motos, e seus compatriotas Stephane Peterhansel e Jean Paul Cottret (Mini), entre os carros, souberam administrar a vantagem construída ao longo de 13 etapas e mesmo sem terem vencido a 14º se sagraram campeões do Rali Dacar neste domingo.

Despres, que conquistou o quarto título da carreira, completou o percurso cronometrado de 29 quilômetros entre Pisco e Lima em 26min17s, 3min51s mais lento que o norueguês Pal Anders Ullevalseter, vencedor do dia e sexto colocado na classificação final.

Sem correr riscos, o francês terminou o rali com uma boa vantagem de 53min20s para o espanhol Marc Coma (KTM), segundo colocado deste domingo e do geral.

O brasileiro Felipe Zanol, também da KTM, ficou com o 13º lugar da última etapa, com pouco mais de cinco minutos de diferença para Ullevalseter, e foi o melhor sul-americano do Dacar, com a décima colocação na soma dos tempos.

Zé Hélio (Huqsvarna) completou os 29 quilômetros até a capital peruana em 23º e terminou a competição em 19º lugar no geral, cinco posições acima de Denisio Nascimento (Honda), que foi o 28º do dia. Dimas Mattos (KTM) foi 53º no domingo e 57º na classificação.

Continua após a publicidade

Entre os carros, Peterhansel e Cottret também foram tetracampeões ao conseguirem a décima colocação do dia, completando o especial em 25min55s, 3min12s mais lentos que os americanos Robby Gordon e Johnny Campbell (Hummer), que venceram mais uma etapa, mas ficaram em quinto no geral.

Os franceses encerraram o Dacar com 41min56s de diferença para o espanhol Joan ‘Nani’ Roma e o francês Michel Perín (Mini), vice-campeões. Em terceiro lugar, ficaram o sul-africano Giniel de Villiers e o alemão Dirk von Zitzewitz (Toyota).

Únicos brasileiros na competição, o piloto Jean Azevedo e o copiloto Emerson Cavassin (Nissan) foram os 13º colocados do dia, ficando dez posições abaixo na soma das 14 etapas.

Nos quadriciclos, não houve surpresas de última hora, e o argentino Alejandro Patronelli (Yamaha) reeditou a vitória de 2011 com mais de uma hora de vantagem sobre seu irmão e companheiro de equipe Marcos.

O trio formado pelos holandeses Gérard De Rooy e Darek Rodewald e pelo belga Tom Colsoul (Iveco) levou o título na categoria de caminhões e rompeu o domínio dos russos da equipe Kamaz, que tinham vencido oito dos últimos nove ralis.

Os brasileiros André Azevedo e Maykel Justo, juntos com o tcheco Jaromir Martinec, ficaram com a oitava posição no geral. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade