Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Desatento, Bahia não supera pressão do Mangueirão e perde do Remo

O Bahia não conseguiu superar a intensa pressão exercida pelo torcedor do Remo e sucumbiu ao time paraense nesta quarta-feira. A equipe do técnico Paulo Roberto Falcão foi superada por 2 a 1, no Mangueirão, e agora precisará reverter a vantagem no próximo encontro entre os dois times.

O placar da partida foi inaugurado aos dez minutos do primeiro tempo, após a marcação de um pênalti a favor do Remo. Na cobrança, Fábio Oliveira bateu com categoria e superou o goleiro adversário com facilidade.

Sem se abater com a adversidade encontrada, o Tricolor de Aço foi buscar a igualdade e conseguiu balançar as redes com o Diones, aos 23 minutos. Gabriel fez boa jogada pela direita e cruzou para dentro da área, onde o meia aguardava para desviar de cabeça e deixar tudo igual no Mangueirão.

Mesmo com a oportunidade de eliminar o jogo da volta, o Bahia pouco produziu em campo e viu as melhores chances serem criadas pelo próprio Remo. Apesar do bom rendimento de sua equipe, o torcedor paraense teve uma atitude lamentável e atirou uma garrafa de plástico com urina no gramado. A partida foi interrompida e o clube notificado de que o árbitro iria incluir o incidente na súmula do confronto.

As constantes falhas táticas do Bahia e a desconcentração dos atletas levaram o Remo para o segundo gol na partida. Aos 23 minutos do segundo tempo, Titi afastou mal um cruzamento e Magnum apareceu bem para chutar firme, decretando o grande triunfo dos donos da casa nesta quarta-feira.