Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Derrota para o Atlético Goianiense pode custar cargo de Joel Santana

O Flamengo foi derrotado pelo Grêmio por 2 a 0 no último domingo e o clima na Gávea voltou a ficar pesado após a eliminação na Copa Libertadores ea polêmica que culminou na saída de Ronaldinho Gaúcho do clube. Neste cenário, o treinador nunca escapa de ser o mais cobrado e Joel Santana segue balançando na função. O técnico dificilmente vai resistir a uma derrota para o Atlético-GO, lanterna do Campeonato Brasileiro, em jogo programado para o próximo domingo, às 18h30 (de Brasília).

Mesmo tendo chegado invicto ao jogo contra o Grêmio, o trabalho de Joel Santana no Campeonato Brasileiro não vem agradando. Além de péssimos resultados, como um empate por 3 a 3 com o Internacional, em casa, quando o time estava ganhando por 3 a 1, o time não vem convencendo nem mesmo nas vitórias. No 3 a 1 sobre o Coritiba esteve pressionado boa parte do duelo e, logo depois, precisou de um pênalti, quase no fim do encontro, para superar os reservas do Santos, também no Engenhão. O revés diante dos gremistas apenas aumentou a cobrança.

Na nona colocação com nove pontos e ainda não tendo conseguido convencer no Campeonato Brasileiro e nem na temporada, Joel Santana segue adotando o discurso otimista e, quando perguntado sobre o rendimento da equipe, garante que a mesma está em evolução. Porém, algumas respostas do treinador já estão irritando a torcida, como o fato dele ‘bancar’ que o Rubro-Negro vai lutar pela conquista do título.

‘O Flamengo vai chegar. Não é que gostamos da derrota, mas não é vergonha. Os dois pontos que perdemos contra o Internacional dentro de casa estão dando a diferença, senão estaríamos encostados nos líderes. Mas, em dezembro, podem me cobrar. Vamos chegar. O time está mais aguerrido, rejuvenescendo, mais brigador, não tem aquela preguiça’, declarou o treinador.

A presidente Patrícia Amorim tem procurado se manter distante de entrevistas sobre o rendimento do time para não aumentar os problemas. Nesta manhã de segunda-feira, enquanto participava do lançamento de um projeto de parceria com a Unicef, ela não quis falar da derrota para o Grêmio.

‘Não estou mais acumulando funções ligadas ao departamento de futebol e prefiro que os responsáveis pelo setor se posicionem. Lá tem o Paulo César Coutinho (vice-presidente de futebol) e o Zinho (diretor técnico) que , por sinal, vem trabalhando direito’, esquivou-se Patrícia.

Nas redes sociais os torcedores também reclamam de Joel Santana. O estilo ‘defensivo’ imposto ao time, que já chegou a atuar com quatro volantes de origem no Campeonato Brasileiro, irrita boa parte dos torcedores. Porém, as críticas maiores são para a diretoria, uma vez que eles entendem que sem mão-de-obra de qualidade fica complicado para o treinador trabalhar. Parte, inclusive, se mostrou irritada com a negociação do volante Kléberson, que deixou a Gávea e pode acertar nas próximas horas com o Bahia.

Dentro de campo os jogadores ganharam a segunda-feira de folga e a reapresentação acontecerá nesta terça-feira, quando começa a preparação para a partida diante do Atlético-GO. Para este jogo ele continua sem poder contar com o lateral direito Leonardo Moura, com um estiramento na coxa direita. No treino desta terça é esperado o retorno do goleiro Felipe, que não participou do jogo contra o Grêmio, pois sequer viajou para o Rio Grande do Sul alegando problemas particulares. Na verdade ele foi liberado pela diretoria para visitar o pai, que está doente na Bahia. Porém, nos bastidores do clube se comenta que o arqueiro está muito insatisfeito com a condição de reserva e pensa na hipótese de deixar a Gávea e se transferir para outro time a fim de disputar a Série A do Campeonato Brasiliero. Novidades podem acontecer ainda esta semana.