Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

De virada, Coritiba passa pelo Vitória e chega às semifinais

Por Da Redação 24 Maio 2012, 00h07

De virada, com emoção no Estádio Couto Pereira, o Coritiba bateu o Vitória por 4 a 1, e garantiu a classificação para as semifinais da Copa do Brasil 2012. No primeiro encontro entre os times, no Barradão, em Salvador, um empate em 0 a 0 que deixou a situação indefinida por boa parte dos 90 minutos.

O Leão saiu na frente no placar com Marquinhos, aos 25 minutos do primeiro tempo, aproveitando cruzamento de Pedro Ken. Aos 28 minutos, Ayrton levantou para Everton Costa testar para as redes e deixar tudo igual. De pênalti, aos 43 minutos, Everton Ribeiro decretou a virada. Depois do intervalo, Roberto, aos 16 minutos, ampliou. Everton Costa fechou a contagem, aos 42 minutos.

Na próxima fase, o Coritiba já tem adversário definido. Será o São Paulo, que eliminou o Goiás com uma vitória no Morumbi no jogo de ida e um empate no Serra Dourada, na volta.

O jogo – A partida começou aberta, com as ações se concentrando no meio campo, com um domínio um pouco maior do time da casa. Aos quatro minutos, Sérgio Manoel pegou rebote e arrematou por cima da meta. O Coxa teve sua primeira chance real aos sete minutos, com Roberto, que recebeu passe açucarado de Éverton Ribeiro e bateu pela linha de fundo.

O Coritiba começou a pressionar, embora o velho problema dos erros nos arremates incomodasse. Aos 16 minutos, mai suma ajeitada de Everton Ribeiro, desta vez para Sérgio Manoel, que chutou em cima da defesa. Na resposta rubro-negra, aos 21 minutos, Marquinhos cruzou e a bola bateu na rede, pelo lado de fora, assustando Vanderlei.

Quem conseguiu abrir o placar no Alto da Glória foi o Vitória, com Marquinhos, aos 25 minutos, aproveitando cruzamento de Pedro Ken. O gol fora de casa dava a vantagem do empate aos baianos. Aos 28 minutos, Ayrton cobrou falta para Everton Costa testar firme e deixar tudo igual. Gabriel, livre na área, aos 36 minutos, conseguiu perder. Quem teve melhor sorte foi Everton Ribeiro. O meia coxa-branca sofreu pênalti, aos 42 minutos e, na cobrança, mostrou personalidade para marcar.

Na segunda etapa, o Alviverde voltou com Lincoln, que logo no primeiro lance chutou de fora da área, com muito perigo. O resultado era perigoso para o time da casa, que não poderia ceder o empate. Ainda pior para os baianos, que perdiam a vaga com a derrota. Aos nove minutos, Neto Baiano chegou antes do goleiro Vanderlei, mas a bola saiu do ângulo para o chute, facilitando o trabalho da zaga.

A situação do Coritiba ficou mais tranquila apenas aos 16 minutos. Em um grande contra-ataque, Lincoln fez o lançamento e Roberto mandou o petardo para o fundo das redes. Dinei tentou responder, aos 19 minutos, desviando dentro da área, mas pela linha de fundo. Depois do terceiro gol o Coxa se acalmou em campo e tocava mais a bola, mantendo a posse.

O Leão chegava timidamente, como em cobrança de falta de Marquinhos, aos 30 minutos, nas mãos de Vanderlei. Aos 37 minutos, Ayrton fez o cruzamento, Everton Costa empurrou para as redes e o árbitro anulou, marcando impedimento. Aos 39 minutos, novamente Everton Costa mandou para o gol, impedido. Até que, aos 42 minutos, pegando rebote, valeu.

Continua após a publicidade
Publicidade