Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Croatas e tchecos apenas administram vantagem e estão na Eurocopa 2012

Por Da Redação 15 nov 2011, 18h09

Após conquistarem uma vantagem confortável no jogo de ida da repescagem para a Eurocopa 2012, Croácia e República Tcheca não tiveram grandes problemas para administrar o resultado e estão classificados para o torneio continental. Os croatas ficaram no empate por 0a 0 com a Turquia, no estádio Maksimir, em Zagreb, enquanto os tchecos conquistaram uma vitória por 1 a 0 contra a seleção de Montenegro, em Podgorica.

Na primeira partida disputada contra os turcos, a Croácia atropelou os donos da casa e saiu de campo com 3 a 0 no placar. O placar elástico permitiu que os croatas entrassem em campo sem grandes pretensões, o que permitiu à equipe apenas se defender para segurar o ímpeto de seu adversário.

A exemplo do outro duelo, a Turquia se mostrou apática em campo e não conseguiu trocar passes e nem concluir jogadas com qualidade. A maioria das chances de gol dos visitantes foram marcadas pelas tentativas pelo alto, mas nenhuma delas chegou a assustar o goleiro Pletikosa.

O fracasso dos turcos se deve em grande parte a forte marcação que o meia Altintop sofreu durante os 90 minutos de jogo. Principal jogador da seleção, o armador não conseguiu fugir dos zagueiros adversários e acabou neutralizado na partida. Sem seu principal atleta, os atacantes permaneceram deslocados, enquanto a Croácia achava espaço para tocar a bola e finalizar de vez em quando, levando perigo ao arqueiro Bolat.

Já a República Tcheca entrou em campo com o mesmo propósito da Croácia, uma vez que a seleção aplicou 2 a 0 em Montenegro no jogo de ida e não precisava fazer grandes esforços para conter as investidas de seu adversário. Entretanto, os tchecos quase se complicaram ao longo do jogo, pois os montenegrinos se mostraram dispostos a buscar um resultado positivo e pressionaram durante toda a partida.

Mesmo com as chances criadas, a falta de qualidade técnica marcou mais uma vez o embate entre as duas equipes, ficando evidente a fragilidade ofensiva das seleções. A grande chance da seleção de Montenegro buscar uma reação aconteceu aos seis minutos do segundo tempo, quando o meia Damjanovi acertou o travessão de Cech.

Na sequência, Vucinic teve boas chances para abrir o marcador, mas também pecou na hora de finalizar e não conseguiu marcar. O placar só sofreu alteração no final da partida, quando Jiracek aproveitou uma falha de atenção dos marcadores adversários e achou espaço para empurrar para o fundo das redes e sacramentar a classificação de sua seleção.

Continua após a publicidade
Publicidade