Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Coxa goleia o Operário e renasce na competição

Por Da Redação 19 fev 2012, 20h37

O Coritiba renasceu no Campeonato Paranaense e, após a vitória por 4 a 1 diante do Operário, no Estádio Couto Pereira, volta para a briga pelo título do primeiro turno. Com o resultado, o Alviverde ultrapassou o Cianorte e já ocupa a segunda colocação, dependendo de suas próprias forças para conquistar uma vaga na final.

O Coxa iniciou de forma fulminante. Logo no primeiro minuto, Caio Vinícius chutou para abrir o placar. Aos três minutos, foi a vez de Renan Oliveira receber na cara do gol e tocar para deixar sua marca.

Depois do intervalo, Jackson, os 14 minutos, aproveitou cobrança de escanteio para desviar para o gol. Gil, aos 40 minutos, fez o quarto. Dois minutos depois, Wellington descontou.

Na próxima rodada, o Coritiba terá o clássico diante do Atlético Paranaense, quarta-feira, em um duelo direto pela liderança, marcado para a Vila Capanema. Já o Operário recebe o Iraty, no Estádio Germano Krüger, no mesmo dia, em Ponta Grossa.

O jogo: O árbitro havia acabado de apitar o início da partida e Caio Vinícius, a principal novidade na escalação da equipe coxa-branca, pegou sobra de bola e bateu bonito para abrir o placar. O Alviverde começou arrasador. Aos três minutos, Renan Oliveira recebeu passe açucarado de Rafinha e tocou na saída do goleiro para ampliar.

Continua após a publicidade

O terceiro quase aconteceu aos oito minutos, em cabeçada forte de Émerson, que passou raspando a trave. Só dava Coritiba e, aos 12 minutos, Rafinha partiu para a jogada individual e mandou o petardo na trave. O ritmo diminuiu um pouco, mas os donos da casa continuavam com o domínio total das ações. Aos 23 minutos, Jackson cruzou fechado e Filipe teve que desviar pela linha de fundo.

Pressão alviverde e, aos 30 minutos, Pereira subiu mais do que a zaga para testar firme. No rebote, Caio Vinícius chutou em cima da defesa do Fantasma. Numa das raras chegadas do time de Ponta Grossa, Jocian cobrou falta, aos 35 minutos, e a bola sobrou para Ícaro, que desviou pela linha de fundo. O Operário cresceu e, as 41 minutos, Ceará, na área, matou no peito e chutou torto, sem perigo.

Na segunda etapa, o Coxa voltou com Demerson e Tcheco. Logo no primeiro minuto, Caio Vinícius quase repetiu a dose do primeiro tempo, mas desta vez isolou a bola. Em jogada individual, Lincoln partiu para cima da defesa e arrematou pela linha de fundo. A resposta do Fantasma veio aos sete minutos, com João Paulo, que tocou de cabeça para grande defesa de Vanderlei.

Os visitantes melhoraram, mas a ducha de água fria veio aos 14 minutos. Jackson subiu com estilo após cobrança de escanteio e desviou para o fundo do gol. Mais uma oportunidade para o Alviverde ampliar, aos 21 minutos, com Emerson, que ganhou da defesa e bateu em cima do goleiro. Depois de uma bela triangulação, a bola sobrou para Renan Oliveira, que arriscou de longe, pela linha de fundo.

O Coritiba administrava bem o resultado e estava próximo de marcar o quarto. Depois da confusão na área, a bola sobrou para Caio Vinícius, que emendou para fora. Aos 38 minutos, Jackson até balançou as redes, mas o árbitro anulou marcando o impedimento. Até que, aos 40 minutos, Gil, com uma bomba, fez um golaço. Aos 42 minutos, Wellington fez o gol de honra do Alvinegro.

Continua após a publicidade
Publicidade