Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Corinthians não encara pressão, mas chega cansado à Venezuela

Por Da Redação 14 fev 2012, 11h33

A delegação corintiana desembarcou em San Cristóbal, na Venezuela, na noite de segunda-feira (início da madrugada desta terça no Brasil). Os jogadores chegaram admitindo o cansaço pelas 8h30 de voo, mas em compensação não enfrentaram pressão de torcedores do Deportivo Táchira, adversário de quarta, às 22 horas (de Brasília).

‘O cansaço faz parte. Por mais que você consiga dormir, acaba não sendo o suficiente, mas dá tempo de recuperar’, disse o meia Alex, logo que chegou ao hotel onde os alvinegros ficarão hospedados.

O planejamento para a viagem começou ainda no domingo, após a vitória por 1 a 0 no clássico contra o São Paulo, pelo Campeonato Paulista. O avião fretado que levaria o Timão à Venezuela partiria no início da madrugada de segunda-feira, mas um atraso fez com que a comissão técnica mudasse os planos.

Tite preferiu comandar um treino pela manhã, no CT Joaquim Grava, e seguir viagem após o almoço. Na atividade, apenas os atletas que não foram titulares no Majestoso apareceram no gramado. Quem começou o clássico jogando fez trabalho regenerativo na piscina.

Os corintianos deixaram a capital paulista por volta das 15h30 (de Brasília) e deram início a uma peregrinação: passaram por Maracaibo, voaram até Santo Domingo e, de ônibus, finalmente partiram para San Cristóbal. Assim que chegou, o grupo foi ao refeitório do hotel para jantar.

Um treino de reconhecimento do gramado do estádio Pueblo Nuevo está previsto para a noite desta terça (22 horas no horário de Brasília). A escalação, no entanto, não deve ter novidades: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Emerson e Liedson.

Três jogadores serão cortados do banco de reservas. As opções são Danilo Fernandes, Welder, Ramon, Wallace, Edenílson, Douglas, Jorge Henrique, Willian, Elton e Gilsinho.

Continua após a publicidade

Publicidade