Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corinthians marca eleição para dia 11 de fevereiro

Por Vitor Marques

São Paulo – Depois de muita polêmica entre situação e oposição, o presidente do Conselho Deliberativo do Corinthians, Carlos Senger, definiu nesta terça-feira a data da eleição presidencial do clube. Em edital publicado no site corintiano, o pleito foi marcado para o dia 11 de fevereiro, um sábado, entre 9 e 17 horas, no Parque São Jorge.

A data da eleição vinha causando grande polêmica no clube. Existia um movimento para marcar a votação para 12 de fevereiro, dia do clássico com o São Paulo pelo Paulistão, o que, segundo a situação, seria a última cartada da oposição para “esvaziar” o pleito e tentar eleger o próximo presidente.

Como a eleição para presidente do Corinthians é direta – votam todos os sócios do clube -, a situação entendia que, marcando a votação para o dia do jogo com o São Paulo, muitos associados poderiam trocar o compromisso das urnas pelo clássico paulista.

Além disso, a delegação corintiana embarca na noite de 12 de fevereiro para a Venezuela, onde enfrentará o Deportivo Táchira três dias depois, em sua estreia na Libertadores. E o time poderia viajar ainda sem uma nova diretoria definida.

Mas, com o edital publicado nesta terça-feira, fica definido que a eleição será mesmo no dia 11 de fevereiro. O candidato da situação é Mário Gobbi, que terá o apoio de Andrés Sanchez, presidente que está licenciado do cargo desde 15 de dezembro. E a oposição tentar vencer a disputa com Paulo Garcia.