Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Copa Davis: Brasil completa vexame e fica fora do grupo mundial

Após constrangimento por ofensas de tenista e dirigente brasileiro aos asiáticos, Japão fechou confronto por 3 a 1 na madrugada desta segunda-feira

Por Da redação 18 set 2017, 11h49

O vexame do tênis brasileiro em Osaka, no Japão, ficou completo nesta segunda-feira com a eliminação do Brasil na repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis. Em meio às polêmicas sobre as atitudes deploráveis do tenista Guilherme Clezar e do presidente da confederação brasileira Rafael Westrupp, a seleção brasileira foi derrotada na madrugada desta segunda-feira e foi eliminada com três derrotas e uma vitória.

Após ser adiado em duas oportunidades por conta de um tufão próximo a Osaka, Brasil e Japão retornaram à quadra na madrugada desta segunda-feira. No primeiro confronto do dia, a dupla formada por Bruno Soares e Marcelo Melo venceu Yasutaka Uchiyama e Ben McLachlan sem dificuldadespor 3 sets a 0 – parciais de 7/6, 6/4 e 6/2.

Pouco depois, Thiago Monteiro, tenista número 114 do ranking, foi derrotado pelo número 42 do mundo, Yuichi Sugita, por 3 sets a 0, encerrando as chances brasileiras de disputar a elite. No primeiro dia de disputas, Thiago Monteiro e Guilherme Clezar foram derrotados por Go Soeda e Yuichi Sugita, respectivamente.

Com esses resultados, o Brasil foi eliminado pela nona vez das últimas onze tentativas de disputar o Grupo Mundial da Copa Davis. O time disputará o Zonal Americano, contra Argentina, Colômbia, Chile, Equador, República Dominicana e Venezuela ou Barbados em 2018.

Continua após a publicidade

Ofensas aos japoneses

Tenista brasileiro Guilherme Clezar ofendeu árbitro na Copa Davis
Guilherme Clezar ofendeu árbitro japonês SporTV/Reprodução

Na última sexta-feira, Guilherme Clezar reclamou de um erro de um árbitro fazendo um gesto em alusão aos olhos puxados dos asiáticos. Diante da enorme repercussão negativa, o jogador pediu desculpas e negou qualquer intenção racista em seu gesto, mas não escapou de punição: foi multado em aproximadamente R$ 4.665,00 por conduta antidesportiva.

Na noite anterior, Rafael Westrupp, presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT) também se envolveu em polêmica. Em seu Twitter, publicou um vídeo da equipe comemorando o aniversário do capitão João Zvetsch, em um restaurante de Osaka, com a legenda “indicado por Kei Nishikori”.

Durante a gravação, um coro com o nome do famoso jogador japonês, número 14 do mundo, foi entoado, e um dos presentes gritou “pau no c* do Nishikori”, em mais um gesto incrível de falta de diplomacia. Minutos depois, Westrupp deletou a postagem.

(com Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês